20/01/2022 11:19

Com mais de 140 casos positivos e 5 internados por Covid-19, além de 2 casos positivos para H3N2, Amambai reativa leitos de UTI

A informação foi passada pelo prefeito Dr. Edinaldo Bandeira, por meio de rede social na noite da terça-feira, dia 18.

Is allowance instantly strangers applauded
O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Resende, esteve em Amambai nesta quarta-feira (19) participando da reativação dos 10 leitos de UTI para atender pacientes graves de Covid-19 e outras síndromes respiratórias. (Foto: Divulgação)

Vilson Nascimento

Com 137 pessoas em isolamento com o vírus ativo, 5 internadas e 3 em isolamento por suspeita da doença aguardando resultado de teste laboratorial, além de 2 casos positivos de H3N2, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e a direção da unidade de saúde, reativaram, a partir desta quarta-feira, 19 de janeiro, os leitos de UTI no Hospital Regional de Amambai.

O ato de reativação dos 10 leitos no HRA, que tem por finalidade atender pacientes com quadros mais graves de Covid-19 e outras síndromes respiratórias, além do prefeito de Anambai, Dr, Edinaldo Bandeira, contou com a presença do secretário de Estado de Saúde, em Mato Grosso do Sul, o deputado federal licenciado, Geraldo Resende, entre outras autoridades.

Foi Geraldo Resende que, no auge da pandemia, em atenção a pedido de Dr. Bandeira e da classe politica local, destinou os 10 leitos de UTI para equipar o sistema logístico do Hospital Regional, em Amambai.

Do início da pandemia até esta terça-feira (18) Amambai havia registrado, segundo Boletim Epidemiológico de 17 de janeiro, divulgado nesta terça (18) pela Secretaria Municipal de Saúde, 3.847 casos de Covid-19, sendo que 3.619 pacientes se recuperaram da doença e outras 86 perderam a vida por conta do novo coronavírus.

Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde na terça-feira (18) em Amambai. 

Medidas preventivas

Diante do surto de síndromes respiratórias com sintomas que sugerem possível contágio por Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde, em Amambai, alerta a população para a necessidade de as pessoas voltarem a adotar medidas mais rígidas, contribuindo assim para evitar uma proliferação ainda maior da Covid-19, que por conta de variantes, caso não seja contido, poderá a voltar a apresentar casos graves e até mortes no município.

Segundo a secretária, Dirlene Zanetti as medidas mais comuns que a população poderá adotar é voltar a fazer uso frequente de álcool 70%, uso constante de máscaras, mesmo em locais abertos, principalmente quando estiver perto de outras pessoas e procurar manter o distanciamento social, evitando aglomerações.

“Vale ressaltar que o uso de máscara de proteção não foi abolido em Amambai. O município segue a regulação da Secretaria de Estado da Saúde, que flexibilizou o uso em locais abertos, mas em locais fechados como estabelecimentos comerciais, por exemplo, o uso de máscara de proteção, bem como álcool 70% e o distanciamento permanecem em vigor e devem ser respeitados”, disse a secretária de saúde ao orientar que, principalmente agora, com o surgimento de novos casos da doença, as pessoas devem fazer o uso constante de máscara de proteção, até mesmo em locais considerados abertos, como forma de se prevenir em relação ao contágio e contribuir para a não proliferação do vírus.

Vacinação 

Dirlene Zanetti também destaca a importância da vacinação para se proteger, evitando, em caso de contágio, desenvolver um quadro mais grave da doença, que possa levar a internação hospitalar ou até um possível óbito.

“Sabemos que em grande parte das pessoas a vacina não vai impedir que elas sejam contaminadas pelo coronavírus, mas irá impedir que desenvolvam quadro mais grave da doença que leve a pessoa a precisar de internação ou até mesmo ser submetido a tratamento em UTI”, destacou a secretária de saúde ao ressaltar que em Amambai a vacina contra a Covid-19 está a disposição da população nas unidades básicas de saúde.

 

Fonte: A Gazetanews