14/05/2021 08:02

Amambai recebe primeira remessa de vacinas da Pfizer

Primeira dose do imunizante está sendo aplicada nos profissionais de educação.

Is allowance instantly strangers applauded
Foto: Prefeitura de Amambai

Nesta terça-feira, dia 11, o município de Amambai recebeu a primeira remessa da vacina Pfizer. De acordo com a enfermeira e coordenadora de imunização em Amambai, Josiane Morais, o município recebeu 114 doses que já estão sendo aplicadas nos profissionais da educação que estão ativos, acima dos 45 anos. 

Conforme explica a coordenadora, as doses têm um prazo máximo para utilização devido à sua composição. “Devido às condições de armazenamento, o município deve utilizar todas as doses no prazo máximo de até 5 dias.” 

Professora de Amambai recebe a primeira dose da imunização da Pfizer nesta quinta-feira, dia 13.  Foto: Raquel Fernandes

Conforme orientação da fabricante, as doses podem ser armazenada em temperatura de 2ºC a 8ºC por 5 dias. Em temperaturas mais baixas (-90º C a -60º C) ela dura até 6 meses.   

Todos os profissionais da educação que estão ativos, acima dos 45 anos, foram divididos em grupos, em três dias de vacinação.  A Vigilância Sanitária pede para que os professores que ainda não conseguiram ir, procurem a vigilância sanitária até às 16h30 desta sexta-feira, dia 14, para receber a imunização. 

Profissionais da educação das escolas Mitã Rory, CEI Pequeno Aprendiz, Escola Municipal Dr. Rachid Saldanha Derzi, Escola Estadual Guarani Kaiowá, CEI Recanto do Saber e CNA devem comparecer na Vigilância das 7h30 às 10h30. 

No período da tarde, das 13h30 às 16h30, será a vez dos trabalhadores das escolas Escola Ayrton Senna, CEI Débora Quinzani, CEI Olinda Camilo, CELQ, IPED Profissionalizante, APAE, Escola Municipal João Rodrigues, Escola Tupã Ñandeva, Escola Ypyendy e também da Cozinha Central. 

Todos que receberam a primeira dose da Pfizer deverão receber a segunda dose, em 12 semanas para completar a imunização contra a covid-19. 

Grande eficácia da Pfizer

Conforme estudo recente divulgado pela CNN Brasil a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Pfizer/BioNTech reduziu o risco de infecção em 80% duas semanas ou mais após a primeira das duas doses.  O estudo foi realizado com profissionais da saúde e socorristas dos Estados Unidos. O estudo do Centro de Controle e Prevenção de Doenças do EUA (CDC) avaliou a capacidade das vacinas de proteger contra infecções, incluindo aquelas que não causam sintomas.  

Fonte: Raquel Fernandes/ Grupo A Gazeta