22/11/2020 12:53

Com exposição fotográfica, linha materno-infantil do HRMS realiza Novembro Roxo

Is allowance instantly strangers applauded

De acordo com a organização não governamental Prematuridade.com, o Brasil ocupa a 10ª posição no ranking mundial de prematuridade com cerca de 300 mil bebês prematuros por ano. A maioria dos casos ocorrem em gestações na adolescência ou tardias, devido ao pré-natal deficitário e doenças maternas. E nesse mês de novembro acontece a terceira edição da campanha “Novembro Roxo” de sensibilização à prematuridade.

A campanha é realizada mundialmente e no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) a edição traz uma novidade, a Instituição referência em gestação de alto risco, bem como a linha materno-infantil, inova e a equipe organiza uma exposição fotográfica que acontece de 17 à 27 de novembro no HRMS, com registros da rotina de trabalho no setor, tudo devidamente autorizado pelos familiares das crianças. Cada evolução, detalhe e vitória vão ser publicados nessas imagens, que além de ser um carinho a essas famílias, serão também, uma menção ao sucesso dos pequenos heróis.

O HRMS busca alertar as mamães sobre a importância do cuidado gestacional e da realização criteriosa do pré-natal. No Hospital Regional cerca de 35 pacientes são atendidos na linha materno-infantil atualmente, que se subdivide em unidade intermediária, neonatal e método canguru.

Além da exposição, os familiares dos pacientes participarão de rodas de conversas sobre amamentação e, ainda, ganharão kits enxoval para os bebês, doados pelo Ateliê do Santuário Nossa Senhora Abadia.

A diretora-presidente do Hospital Regional, Dra. Rosana Leite de Melo explica que o mês de conscientização é celebrado dentro do Regional com muito carinho e entusiasmo: “Somos Hospital Amigo da Criança, referência estadual em partos de alta complexidade e neonatal. Temos um trabalho muito bem feito que nos traz alegrias e grandes vitórias. Cada criança que aqui nasce e sai no colo da mãe é uma vitória coletiva, dos trabalhadores e dos setores envolvidos. Isso anima e motiva, ainda mais, a seguirmos com nosso trabalho”, avalia.

Iza Rocha - HRMS

 

Fonte: Assessoria Governo do MS