26/03/2020 10:25

“Fiquem em casa”. Essa é a recomendação do prefeito de Amambai em relação à prevenção do Covid-19

Em pronunciamento em rede nacional nessa terça-feira (24) do presidente Jair Bolsonaro deu a entender que a população deveria voltar à rotina normal, contrariando as recomendações das autoridades sanitárias e de saúde.

Vilson Nascimento

“Fiquem em casa e, por favor, cumpram o que está estipulado no nosso”. Essa foi a mensagem do médico e prefeito de Amambai, Dr. Edinaldo Bandeira (PSDB) à população do município como forma de prevenção ao Covid-19, ao ser procurado pela reportagem do grupo A Gazeta na manhã dessa quarta-feira, 25 de março.

O médico e prefeito de Amambai, Dr. Edinaldo Bandeira (d) ao lado do também médico e coordenador do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, Dr. Jeferson Baggio durante Live via Facebook. Recomendação é para ficar em casa e seguir as orientações contidas no decreto municipal que trata do assunto. (Foto: Reprodução)

Na noite dessa terça-feira, dia 24 de março, em pronunciamento no rádio e na TV, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, contrariando as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde), das autoridades sanitárias, profissionais de saúde e do próprio Ministério da Saúde, deu a entender que governadores e prefeitos deveriam afrouxar as medidas adotadas para prevenir a disseminação do coronavírus no país, e que as pessoas deveriam seguir com seus cotidianos normais, ou seja, abandonar o protocolo de distanciamento social e sair às ruas.

Clique AQUI para assistir pronunciamento de Dr. Bandeira na manhã dessa quarta-feira (25).

Amambai e Cone Sul não têm casos de Covid-19

Amambai e os demais municípios da região Cone Sul de Mato Grosso do Sul não tem casos confirmados em nem suspeitos de Covid-19.

Sete Quedas, Iguatemi, Naviraí e Mundo Novo, municípios que tinham casos suspeitos da doença, exames laboratoriais deram negativos para o coronavírus.

Prefeitos dos 14 municípios que integram o Conisul (Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento da Região Sul de Mato Grosso do Sul), que tem na presidência o prefeito de Amambai, Dr. Edinaldo Bandeira, à exemplo de Amambai, seguram orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde, em Mato Grosso do Sul e adoraram medidas duras como prevenção ao risco de contágio pelo Covid-19, entre elas o fechamento do comércio, exceto os considerados serviços essenciais, como mercados, farmácias e postos de combustíveis, por exemplo, e instituíram toque de recolher no período noturno.

Veja AQUI o decreto da Prefeitura de Amambai na busca por conter o coronavírus

Além de Amambai integram o Conisul, Caarapó, Jutí, Naviraí, Itaquiraí, Eldorado, Iguatemi, Tacuru, Mundo Novo, Japorã, Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia e Aral Moreira.

Esses seis últimos municípios fazem fronteira seca com o Paraguai, país que também adotou quarentena em todo seu território e fechou as fronteiras como forma de prevenção ao avanço do Covid-19.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, boletim epidemiológico divulgado nessa terça-feira (24) indica que Mato Grosso do Sul tem 38 casos suspeitos de coronavírus e 24 casos confirmados da doença. Não há registro de morte por Covid-19 no Estado.

Em todo o Brasil são 2018 casos, com 34 mortes por conta do Covid-19. As atualizações acontecem todos os dias no final da tarde.

Veja o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro

Fonte: A Gazetanews