05/06/2019 17:10

Amambai registrou primeira morte por dengue em 2019

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Vigilância Epidemiológica, de 1 de janeiro até a última sexta-feira, 31 de maio, a cidade tinha 884 casos notificados com 210 confirmados para a

Equipes do setor de Controle de Vetores e agentes comunitários de saúde tem atuado em conjunto na prevenção, mas sem a colaboração da população é impossível evitar a proliferação do Aedes Aegypti, o mosquito transmissor da dengue, segundo as autoridades sanitárias. (Foto: Vilson Nascimento)

Vilson Nascimento

Boletim epidemiológico emitido pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) confirmou nessa quarta-feira, 5 de junho, a primeira morte por dengue em Amambai.

Segundo o Estado a vítima foi um homem de 81 anos morador de Amambai que sofria de câncer e faleceu no final da semana passada em uma unidade hospitalar fora do município onde passava por tratamento.

De acordo com boletim epidemiológico emitido pela Vigilância Epidemiológica do município, de 1 de janeiro até a última sexta-feira, dia 31 de maio, Amambai havia registrado 884 notificações de casos suspeitos de dengue com 210 deles confirmados para a doença.

Desses 210 casos confirmados de dengue, 64 foram confirmados pelo LACEN (Laboratório Central) da Secretaria de Estado de Saúde e 146 por critério clínico/epidemiológico, ou seja, por laboratórios particulares.

Prevenção está sendo feita, segundo a SMS

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em Amambai, o trabalho preventivo está sendo feito, mas sem a colaboração da população, evitando manter água parada e cuidando da limpeza de seus quintais, terrenos e pátio de empresas, as ações das equipes do Controle de Vetores em conjunto com os agentes comunitários de saúde, não conseguem conter o avanço da proliferação do Aedes Aegypti, o mosquito transmissor da doença.

Números da Dengue em MS

Conforme o boletim da SES de 1 de janeiro até essa quarta-feira (5), Mato Grosso do Sul já registrou 23 morte de pessoas vítimas da dengue.

São 8 mortes registradas em Campo Grande, 6 em Dourados, 3 em Três Lagoas, e 1 em Maracaju, Ponta Porã, Corumbá, Costa Rica, Coxim e agora uma em Amambai.

O número de notificações da doença chegou a 17.895 em todo o Estado, um aumento de 4,6% em relação ao boletim publicado pela pasta na semana passada.

Clique AQUI para ver o boletim epidemiológico da SES

Fonte: A Gazetanews