17/01/2022 16:07

Venda de insumos do agro em canais on-line movimenta Agricultura 4.0 no Brasil

O produtor rural brasileiro tem investido cada vez mais em tecnologia para aumentar a produtividade do campo

Is allowance instantly strangers applauded

O produtor rural brasileiro tem investido cada vez mais em tecnologia para aumentar a produtividade do campo. A Agricultura 4.0 trouxe um conjunto de soluções tecnológicas para monitorar os processos e auxiliar na tomada de decisões mais assertivas, aumentando os rendimentos das lavouras e das criações. Muitas soluções já estão em prática em propriedades rurais espalhadas pelo país.

De olho neste nicho de mercado, os fornecedores de tecnologia, nacionais ou internacionais, aumentaram sua presença no Brasil. O mesmo ocorreu com o número de startups que oferecem soluções direcionadas ao agronegócio. A presença de mais players no segmento facilita o acesso aos equipamentos de última geração e torna a agricultura 4.0 mais presente no dia a dia do campo.

Há seis anos, a Agrofy passou a liderar a digitalização de todos os processos ligados à produção agropecuária na América Latina, com forte foco na consolidação no mercado brasileiro. O trabalho valeu a pena e posicionou o marketplace não apenas como líder na região, mas como um dos mais importantes do mundo no universo digital do agro.  

A Agrofy contabiliza cinco milhões de visitas mensais no Brasil, Argentina, Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai, Chile e Uruguai. São mais de 5 mil marcas anunciadas no markeplace distribuídas em 20 categorias de produtos e serviços.   "O que nos diferencia de outras propostas de e-commerce para a agricultura é que não há nenhum que seja um marketplace puro como o nosso e que seja apoiado por uma equipe com DNA 100% digital e focado 24 horas por dia no setor agro”, diz Maximiliano Landrein, CEO e fundador da Agrofy. 

O crescimento da plataforma ocorreu durante a pandemia da Covid-19, momento em que muitas empresas fecharam as portas no mundo. Este mês, a Agrofy rompeu sua própria barreira e levantou US$ 30 milhões (R$ 171,3 milhões) em investimentos para expansão das atividades no Brasil, melhoria da plataforma e otimização dos serviços de crédito e pagamento. Desde o início das atividades, em 2015, a empresa soma mais de US$ 66 milhões em rodadas de investimentos. 

Para atender à crescente demanda por alimentos e pela praticidade, o produtor está aberto a adquirir os insumos nas plataformas digitais. O levantamento “A Mente do Agricultor Brasileiro na Era Digital”, conduzido pela consultoria de gestão global McKinsey & Company em 2021, assinala que os produtores brasileiros estão à frente de seus pares americanos e europeus na preferência por canais on-line para compra dos itens. O estudo aponta que 36% desse público no Brasil realizou compras na internet antes da pandemia; em 2020, o número saltou para 46%, ou seja, aumento de quase 22%. No mesmo período analisado, na Europa o percentual passou de 15% para 22% e nos Estados Unidos de 24% para 31%. 

Outro dado reforça a necessidade de os empresários brasileiros anunciarem seus produtos nas plataformas digitais, a exemplo dos marketplaces, para melhorar o desempenho dos negócios. De acordo com levantamento recente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), as vendas on-line correspondem a 11,6% do setor varejista no país. O desempenho segue tendência registrada no ano: em todos os meses, a participação do comércio eletrônico ficou na casa dos dois dígitos no país. 

O agro é um dos setores que mais movimenta a economia brasileira. O campo responde por quase um quarto do Produto Interno Bruto (PIB) e metade das exportações. Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), nos últimos 10 anos, a participação do país no mercado mundial de alimentos passou de US$ 20,6 bilhões para US$ 100 bilhões. Segundo os especialistas da Embrapa, a contribuição para o abastecimento mundial deverá crescer nos próximos anos. Atualmente, cerca de 800 milhões de pessoas no Brasil e ao redor do mundo consomem os alimentos produzidos no país.

Sobre a Agrofy

A Agrofy é o principal mercado on-line do agronegócio na América Latina, focada no aumento da produtividade e rentabilidade do agronegócio, por meio do incentivo às transações digitais. O marketplace conta com 20 categorias de produtos e serviços e disponibiliza aos produtores mais de 150 mil itens. As compras são rápidas e seguras para facilitar a vida do produtor rural. Está presente no Brasil, Argentina, Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai, Chile e Uruguai. Saiba mais em www.agrofy.com.br

 

Fonte: Agrolink