01/12/2021 06:04

Fertilizantes: Índia pressiona preço aumentando subsídio

Adubo disparou mais de 200% no mercado internacional

Is allowance instantly strangers applauded

Para evitar a escassez de fertilizantes, a Índia vai aumentar os subsídios em mais de US$ 20,64 bilhões na temporada 2021/22. O movimento pressiona ainda mais o preço da ureia no mercado internacional, uma vez que a Índia é o principal importador do adubo, bem como do fosfato de diamônio (DAP).

Trata-se de um valor recorde, que praticamente dobra os subsídios a fertilizantes no orçamento deste ano fiscal, que termina em 31 de março, destaca a agência Reuters. O apoio do governo beneficia empresas como a National Fertilizer Ltd, Madras Fertilizer Ltd, Rashtriya Chemical & Fertilizers Ltd e Chamabal Fertilsers & Chemicals Ltd, que vendem fertilizantes a taxas abaixo do mercado para atender os produtores indianos.

Os preços dos fertilizantes dispararam mais de 200% no mercado internacional, repassado aumentos recordes no preço das duas principais fontes de energia: carvão e gás natural. Além disso, novas restrições à produção por parte da China e de exportação na Rússia criaram uma “tempestade perfeita” para o setor.

“Este ano terá um dos maiores pagamentos de subsídios porque os preços nos mercados internacionais aumentaram devido a vários motivos, incluindo a restrição da China às exportações de DAP. Pedimos a alguns dos fabricantes de NPK (nitrogênio, fosfato e potássio) que mudassem para a produção de DAP”, disse um funcionário do governo à Reuters.

“Antes usávamos 15 trens para o abastecimento de fertilizantes no país, mas desde outubro dobramos o número de trens para o abastecimento”, completou a fonte.

 

Fonte: Agrolink