05/04/2021 20:18

Em dois dias e meio, Feira comercializou 6 toneladas de peixes em Amambai

Todo o produto comercializado foi produzido por piscicultores do município, diz APA.

Is allowance instantly strangers applauded
Nas fotos momentos do evento e exemplares produzidos no município e comercializados durante a 18ª Feira do Peixe Vivo, em Amambai. (Fotos: Vilson Nascimento)

Vilson Nascimento

Realizada da quarta-feira, 31 de março até o meio dia da Sexta-feira Santa, dia 2 de abril, a 18ª edição da Feira do Peixe Vivo comercializou 6 toneladas de peixes, em Amambai.

Nesse ano a Feira, que aconteceu ao lado do Mercado Municipal, região central da cidade, comercializou 2 toneladas a mais que a edição do ano passado, que aconteceu no Parque da Cidade Muriama Mascarenhas e vendeu cerca de 4 toneladas.

De acordo com o secretário executivo da APA (Associação dos Piscicultores de Amambai), Sérgio Oliveira Nunes, em 2021 foram comercializadas 3 toneladas de Pacu, 1 toneladas de Tilápia, 1 tonelada Catfish e 1 tonelada de outras espécie, entre elas, Carpa comum, Carpa cabeça grande e Piau.

Segundo a APA, todas as variedades de peixes colocadas à disposição dos consumidores durante a Feira foram produzidas em Amambai, por piscicultores e em tanques instalados no âmbito do município.

De acordo com a APA, atualmente Amambai conta com aproximadamente 70 hectares de espelhos d’águas e com cenário favorável, pode se expandir ainda mais, tendo em vista se tratar de uma cultura de custo de produção relativamente baixo, ocupa pouco espaço territorial e é uma excelente alternativa para aumentar a renda do pequeno produtor, principalmente da agricultura familiar.

Frigorífico vai alavancar a produção e abrir mercados

Está em andamento os tramites ambientais para a implantação de um frigorífico de peixes em Amambai.

A consolidação desse projeto, cujo recurso já está disponível, vai possibilitar, segundo a Associação de Piscicultores, ao piscicultor comercializar seu produto fora do município e inclusive vender para inclusão na merenda escolar.

Município está investindo no setor, diz secretário

Ao analisar o potencial de produção e a viabilidade econômica, principalmente para pequenos produtores, a Prefeitura de Amambai elaborou plano de ação visando incentivar o setor de piscicultura no município.

Segundo o secretário de agropecuária, Sérgio Luiz Ribeiro da Silva, a partir deste mês de abril o governo municipal, através da Secretaria da Agropecuária, vai iniciar um trabalho de limpeza e revitalização dos espelhos d’água já existentes no município, atendendo a piscicultores que desejarem receber tal atendimento e também irá investir na construção de novos tanques.

O secretário da agropecuária em Amambai, Sérgio Luiz Ribeiro da Silva. Como forma de incentivo ao setor, prefeitura vai reformar espelhos d’água e construir mais pelo menos 40 tanques para piscicultura em assentamentos rurais. 

De acordo com Sérgio Luiz, atualmente a prefeitura já desenvolve um trabalho de construção de tanques para pequenos produtores, visando fomentar a prática da piscicultura no Loteamento Querência, localizado na Rodovia MS-289, entre Amambai a Jutí e também pretende estender a mesma ação para o Assentamento Magno de Oliveira.

“Com a construção e colocação em funcionamento do frigorifico de peixes, cujos recursos já temos disponível e os tramites ambientais estão bastante avançados, além de abastecer o mercado interno, a piscicultura de Amambai terá um amplo mercado externo. Já pensando nesse potencial, a administração municipal está investindo no setor, garantindo com a reforma dos tranques, aos piscicultores já instalados, condições estruturais para ampliarem suas produções, bem como está investindo na construção de novos tanques para incentivar o crescimento da piscicultura em nosso município”, destacou o secretário municipal ao informar que a previsão é construir, entre o Loteamento Querência e o Assentamento Magno de Oliveira, mais pelo menos 40 tanques para a criação de peixes.

 

 

 

 

Fonte: A Gazetanews