23/02/2021 06:26

Soja cai em quase todas as regiões no RS

Já o Paraná registrou um sobe e desce de variações mínimas no interior

O estado do Rio Grande do Sul negociou 60 mil toneladas a R$ 164,5 para março, com o preço da oleaginosa caindo em quase todas as regiões, segundo informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “No dia de hoje soja cotou R$168,00 em Rio Grande, com a maior mudança, atingindo 1,82%. Mas para o resto das regiões ocorreu uma variação de R$1,00 com Ijuí e Passo Fundo indo à R$163,00; Cruz Alta mantendo-se à R$162,00 e Santa Rosa permanecendo em R$164,00. Fontes indicaram ainda que foram negociadas 60 mil toneladas à R$164,50 para pagamento entre março e junho”, comenta a consultoria. 

Já o Paraná registrou um sobe e desce de variações mínimas no interior, mas o porto subiu 4 reais/saca. “Paraná  mal  teve  mobilidade,  com  apenas  dois  locais sendo cotados diferentes:   Paranaguá, que contou com uma  queda  de  quase  1%  e  Ponta  Grossa  com  uma variação mínima de apenas 0,19% para cima. Os  agricultores  estão  de  olhos  no  campo,  mas  sem ignorar o mercado com as colheitas evoluindo bem para cumprir  os  contratos  já  firmados  e  entregando  outros contratos antecipados”, completa. 

O estado de Minas Gerais registrou altas consideráveis de até 2,58%. “Para  este  período  é  preciso  manter  a  atenção  nos campos, existem muitos contratos a serem atendidos e esses  precisam  ser  garantidos  antes  de  qualquer  nova venda. Sabendo disso os agricultores mantém o foco nas colheitas  e  a  oferta  no  mercado  permanece  baixa, ocasionando  em  aumentos  no  preço  geral  da  soja mineira”, indica. 

No Mato Grosso do Sul, a colheita continua e os preços permanecem constantes. “Seguindo a lógica das outras regiões, o foco permanece nos  campos,  com  trabalhadores  aproveitando-se  do bom  clima  para  colher  o  máximo  e  assim  garantir  a satisfação dos contratos vendidos previamente. Como é preciso checar a disponibilidade após colher tudo o que for  destinados  aos  contratos,  o  mercado  permanece bem  silencioso,  sem  variações  de  preço,  salvo Sidrolândia, que foi de R$153,00 para R$154,00”, conclui. 

 

Fonte: Agrolink