21/01/2021 09:57

Elevados volumes de chuva danificaram estradas rurais no Cone Sul de MS

Em Tacuru a força das águas levou aterro, interditando a passagem na principal estrada de acesos a uma comunidade indígena. Em Amambai ponte teve que ser interditada na região da Capela São Pedro.

Is allowance instantly strangers applauded
Em Tacuru esse aterro foi levado pela força das águas, impedindo o principal acesso a aldeia Sassoró. (Fotos: Divulgação)

Vilson Nascimento

O elevado volume de chuva que tem caído em toda a região desde o último final de semana já provocou danos, principalmente em estradas rurais de vários municípios da região Cone Sul do Estado, em Mato Grosso do Sul.

A situação é fator de preocupação para prefeituras e produtores rurais, tendo em vista a colheita da soja, prevista para começar no final da primeira quinzena de fevereiro e necessita de estradas em boas condições para o escoamento.

Em Tacuru, segundo informações passadas à reportagem do grupo A Gazeta pelo prefeito, Rogério Torquetti, a força das águas danificou estradas de acesso a várias regiões de grande produção agropecuária e comunidades rurais como assentamentos e aldeias.

Um dos pontos mais críticos, segundo o prefeito, está na principal via de acesso a aldeia Sassoró, a maior comunidade indígena do município, situada a cerca de 35quilîmetros da cidade.

Segundo Rogério Torquetti, a força da enxurrada destruiu por completo um aterro, impedido totalmente a passagem na principal estrada de acesso a comunidade indígena.

“Além desse aterro, que terá que ser reconstruído o mais rápido possível, as chuvas provocaram estragos em vários outros trechos que estradas rurais que vão necessitar de reparos urgentes, tanto para o escoamento da produção como para garantir a mobilidade na zona rural de nosso município”, disse Rogério.

Em Amambai

Em Amambai, segundo o secretário municipal de infraestrutura, Eder Espíndola, o elevado volume de chuva também provocou danos em vários trechos de estradas rurais.

Na estrada da Capela São Pedro, que liga a Rodovia MS-289 (Amambai a Coronel Sapucaia) a MS-156 (Amambai a Tacuru), ligação também com a região da Fazenda Madama, uma região de grande produção de grãos, a cabeceira de uma ponte sobre o Rio Yogui foi parcialmente destruída pela força das águas e teve que ser temporariamente interditada.

Nessa ponte sobre o Rio Yogui, na estrada da região da Capela São Pedro, o grande volume de água destruiu parte da cabeceira e, por motivo de segurança, a prefeitura interditou o trânsito pelo local. (Fotos: Divulgação)

“Tivemos vários trechos de estradas danificados, mas já estamos nos preparando para assim que o tempo permitir, dar início aos trabalhos de reparos. Em relação a ponte na região de acesso a Madama, nessa quinta-feira já estaremos levando o madeiramento para os reparos necessários”, disse Eder Espíndola ao informar que a Coordenadoria Municipal da Defesa Civil em Amambai já foi acionada e irá atuar na realização de um levantamento de danos provocados pelas intempéries dos últimos dias no município.

Além de Amambai e Tacuru, as prefeituras também informaram danos provocados pelas chuvas em Iguatemi e Sete Quedas.

Em Paranhos, segundo informou à reportagem do grupo A Gazeta o prefeito interino Donizete Viaro na manhã dessa quarta-feira, dia 20, levantamentos estão sendo realizados pela Secretaria de Obras, mas já foram constatados danos provocados pelas chuvas dos últimos dias em vários trechos de estradas rurais e inclusive em cabeceira de pontes.

Chuvas devem continuar

Segundo previsão do Clima Tempo, as chuvas deverão continuar caindo, com pequenos intervalos de estiagens, pelo menos pelos próximos 15 dias, ou seja, até pelo menos o dia 3 de fevereiro, em Amambai e em toda a região.

Em Tacuru esse aterro foi levado pela força das águas, impedindo o principal acesso a aldeia Sassoró. (Fotos: Divulgação)
Nessa ponte sobre o Rio Yogui, na estrada da região da Capela São Pedro, o grande volume de água destruiu parte da cabeceira e, por motivo de segurança, a prefeitura interditou o trânsito pelo local. (Fotos: Divulgação)

 

Fonte: A Gazetanews