16/09/2020 06:24

Início de queda? Preços da soja recuam em algumas praças

No Paraná, preços recuam um real/saca no mercado de lotes

De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, os preços da soja ficaram inalterados ou caíram na maioria das praças. No entanto, no Rio Grande do Sul, o preço subiu no porto. “Nesta terça-feira, o preço oferecido pelas indústrias no porto gaúcho de Rio Grande subiu 2 reais/saca para R$ 139,50/saca, para esmagamento local. No interior os preços da soja continuaram a R$ 139,50 em Canoas, mantiveram-se em R$ 139,00 no entroncamento ferroviário de Cruz Alta e em Ijuí e se mantiveram inalterados em Passo Fundo a R$ 140,00, final de setembro”, comenta.

No Paraná, preços recuam um real/saca no mercado de lotes. “No mercado de lotes, para entrega em setembro o preço recuou um real para R$ 136,00/saca, em Ponta Grossa, pagamento final de outubro. No interior dos Campos Gerais o preço também recuou um real/saca para R$ 136,00, retirada outubro, pagamento em outubro. Em Paranaguá a cotação do mercado disponível recuou um real/saca para R$ 136,00, entrega setembro pagamento final de outubro”, completa. 

No Mato Grosso do Sul, os preços recuaram um real/saca para R$ 130,00 em Caarapó, um real/saca também para R$ R$ 135,00 em Campo Grande, subiu um real/saca para R$ 137,00 em Dourados e permaneceu a R$ 132,00 em São Gabriel do Oeste.  

No Mato Grosso o esmagamento foi 16% maior por aumento na demanda interna de óleo e farelo. “O relatório do IMEA registra que o volume de soja esmagada no estado de Mato Grosso em agosto atingiu 827,4 mil toneladas, um aumento de mais de 16% em relação ao ano anterior, à medida que a crescente demanda interna impulsionou um aumento nos preços do farelo de soja e do óleo”, conclui. 

 

Fonte: Agrolink