28/07/2020 06:49

ARC aumenta projeção da área de soja 2021

Baseado nos incentivos de preços futuros que continuam sendo adicionados para a soja brasileira

Is allowance instantly strangers applauded

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a segunda-feira (27.07) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação caindo 0,21% nos portos, para R$ 117,28/saca (contra R$ 116,08/saca do dia anterior). Com isso o ganho acumulado nos portos neste mês ficou em 1,70%.

A Consultoria ARC Mercosul divulgou sua projeção para a soja em 2021 prevendo uma área de 38,43 milhões de hectares (ha), o que representa um aumento de 3,81%: “Aumento de área baseado nos incentivos de preços futuros que continuam sendo adicionados para a soja brasileira. Além do mais, vemos o fortalecimento dos prêmios no Brasil, o que fomentará a expansão de área”.

Além disso, os analistas projetam produtividade de 3,36 tons/ha (aumento de 0,76%), e produção de 129,15 MTs (aumento de 3,44%). “Usando a tendência linear dos últimos 10 anos, projetamos a produtividade para 2021 usando a equação da reta oferecida com um coeficiente de determinação de 0,49. Número de produção é resultado da nossa estimativa de área e a projeção de produtividade”, concluem os analistas da ARC Mercosul.

A T&F Consultoria Agroeconômica aponta que, com o total predomínio das indústrias, o preço da soja continuou subindo no Rio Grande do Sul. No mercado de balcão do estado do Paraná o preço oferecido ao agricultor permaneceu inalterado, na região de Ponta Grossa, em R$ 100,00/saca, mesmo com as fortes oscilações do dólar durante o dia. Os prêmios FOB portos de Origem no Brasil permaneceram inalterados para safra velha (pouca procura, porque pouca disponibilidade), mas 5 cents mais firmes para safa nova (grande procura).

 

Fonte: Agrolink