26/05/2022 10:10

Com novos poços, Sanesul garante o fornecimento de água tratada para Coronel Sapucaia

Os dois novos poços, CNS-14 e o CNS-013, estão em pleno funcionamento e foram inaugurados recentemente pelo governo e a empresa.

Is allowance instantly strangers applauded
O poço CNS-14 tem 780 mts de profundidade e capta diretamente do Aquífero Guarani

Nos últimos quatro anos, a Sanesul investiu R$ 4,4 milhões de reais no sistema de abastecimento de água de Coronel Sapucaia. O município, que tem um plano de investimento com a empresa de saneamento de MS, recebeu todos os recursos necessários para aumentar a sua capacidade de reservação de água e, principalmente, da sua captação que é feita por meio de poços.  

Dentre as obras realizadas, a empresa perfurou e ativou mais dois poços tubulares profundos que atendem toda a cidade dando a segurança hídrica que os moradores precisam. “O objetivo foi incrementar o abastecimento da população urbana que vem crescendo. Agora, os moradores contam com água em abundância e, o mais importante, com a qualidade de potabilidade garantida pelos órgãos competentes, para o consumo seguro das famílias”, garantiu a diretora presidente da empresa Marta Rocha.  

Os dois novos poços, CNS-14 e o CNS-013, estão em pleno funcionamento. Ambos foram inaugurados recentemente em ato público pelo governo do estado e a direção da empresa. 

De acordo com o supervisor da unidade, Patrick Erhart Pereira, “o município não tem mais problemas com baixa pressão ou falta de água. Os poços foram um reforço importante para a cidade, um serviço planejado pela Sanesul que garante o bom funcionamento de todo o sistema”. 

O perigo dos poços artesianos

O uso de poços artesianos ainda é comum em alguns imóveis da cidade, mesmo onde há rede de fornecimento de água tratada disponível.

Poço CNS-3 e reservatório da empresa

Embora pareçam inofensivos, os poços escondem riscos à saúde e ao meio ambiente e podem conter água contaminada e causar doenças na população, quando não tratada adequadamente. São muitos parasitas, vírus e bactérias invisíveis, por mais que a água pareça limpa e cristalina, inclusive devido ao fato de ainda existirem fossas sépticas domiciliares que contaminam o subsolo.

“Os moradores devem fazer a ligação de água do imóvel na rede pública. É simples, basta ir até a unidade de atendimento e pedir a ligação. Nossos poços estão produzindo água em abundância garantindo o atendimento de toda a cidade. Além disso, tem a questão da qualidade da água fornecida e garantida pela empresa, que trata e monitora todo o sistema”, explica o supervisor. Com a nova tarifa, extinguiu-se a taxa mínima que custava mais de R$ 50,00 por uma única taxa de ligação de R$ 13,00 mais o consumo do mês, explicou.

Atualmente, a empresa mantém quatro poços ativos na cidade, inclusive um deles capta água do Aquífero Guarani, o CNS-14 de 780 mts de profundidade. Todo processo de captação dos poços é regulamentado e monitorado pela Sanesul, sendo que água passa por todos os processos de purificação até se tornar potável e cem por cento segura para o consumo.

Como pedir a ligação:

O atendimento está disponível de segunda a sexta-feira das 07:30 às 11:30 e das 13:30 às 17:00 hrs. Para pedir ligação  ou regularização do fornecimento é só ir até a agência na Av. Dep. Flávio Derzi, 1837 com os documentos pessoais e os documentos do imóvel.

A água tratada fornecida pela rede pública de MS é mais segura para o consumo, é qualidade de vida para todos os moradores da cidade. 

 

Fonte: ACOM/SANESUL