19/10/2021 09:10

Pedreiro de Juti constrói carreira de influenciador digital e atinge grande público

Is allowance instantly strangers applauded
O pedreiro e influenciador digital Eliton Correia da Silva é dono do 4º maior canal de construções da América Latina no YouTube. Foto: Divulgação

Marlon Antunes e Raquel Fernandes

Quando decidiu criar o canal "Faça Sua Obra" em uma plataforma de vídeos na Internet para divulgar seus trabalhos e ajudar os inscritos a economizar na mão de obra, o pedreiro Eliton Correia da Silva talvez não imaginasse o sucesso que conseguiria com as publicações.

Natural de Ivinhema, Eliton se mudou para Juti, ambas as cidades em Mato Grosso do Sul, aos 5 anos de idade. 

Ele contou à reportagem do Grupo A Gazeta que o primeiro vídeo que fez sucesso foi relacionado ao assentamento de cerâmicas. Quando atingiu 200 inscritos graças a este vídeo, logo percebeu que a criação de conteúdo digital daria certo e continuou investindo esforços para aumentar o alcance das publicações.

Atualmente, Eliton tem mais de 2 milhões de seguidores em todas as redes. Somente no YouTube, plataforma que lançou sua carreira de influenciador digital, são 1,1 milhão de inscritos, sendo o 4º maior canal de construção da América Latina.

Os temas abordados nos vídeos são variados, desde tutoriais de como realizar chapiscos na parede até uma visita ao Yachthouse, o maior prédio da América Latina, localizado em Balneário Camboriú (SC). No vídeo, Eliton visita o quadriplex que o jogador Neymar Jr. adquiriu no edifício, com 281 metros de altura e 81 andares.

Além de conquistar um grande público, o canal chamou a atenção de diversas marcas do segmento de construções e outros meios. "A respeito de divulgação e propaganda dentro do canal, já trabalhei e ainda trabalho com marcas reconhecida dentro e fora do Brasil", diz Eliton ao contar que marcas como Votorantim, Vonder, Vedacit, Bosch, Açotelha, Ilha Bela, Dry Levis e a Rádio Jovem Pan já realizaram parcerias.

Por meio de mensagens, a resposta do público também se mostrou um grande incentivo para Eliton desde os primórdios do canal. Ele conta que recebeu mensagens de um seguidor desempregado logo que começou a postar vídeos. "[Ele disse] que estava desempregado e, assistindo a um vídeo no nosso canal, tinha feito uma diária e colocado o pão na mesa da família. Até mandou uma foto da mesa", conta Eliton, orgulhoso dos resultados que conseguiu com o trabalho que vem desenvolvendo na Internet. 

"Esse caminho que escolhi não é fácil, mas esse tipo de relato anima a gente. Não são apenas números e valores, mas pessoas que querem economizar ou mesmo sustentar suas famílias com essa profissão", conclui.

Fonte: Grupo A Gazeta