22/01/2020 17:47

Comunidade indígena faz manifesto por quebra-molas da MS-289 em Coronel Sapucaia

Redutores de velocidade no interior da aldeia Taquaperi foram removidos por ocasião da restauração da via. Agesul informou que dois serão reconstruídos nesta quinta-feira.

Vilson Nascimento

Visando a segurança dos moradores, a comunidade da aldeia Taquaperi, em Coronel Sapucaia, realiza um manifesto pela reinstalação de redutores de velocidade tipo quebra-molas na Rodovia MS-289, que liga as cidades de Amambai a Coronel Sapucaia, no trecho que corta a área indígena.

No trecho de aproximadamente três quilômetros da MS-289 que corta a comunidade indígena haviam quatro quebra-molas, mas os redutores de velocidade foram removidos por ocasião da restauração da malha viária.

Segundo documento encaminhado pelas lideranças da comunidade indígenas à autoridades, inclusive ao Ministério Público, sem os quebra-molas veículos trafegam pela rodovia em alta velocidade, colocando em risco a vida dos moradores, inclusive de crianças.

Os quebra-molas existentes na MS-289, trecho que corta a aldeia Taquaperi foram retirados no segundo semestre do ano passado por ocasião da restauração da rodovia estadual. (Foto: Vilson Nascimento/Arquivo) 

Ainda de acordo com o documento, por conta da falta dos redutores de velocidade já ocorreram acidentes, inclusive com mortes de membros da comunidade indígena.

No documento os membros da comunidade também cobram da Prefeitura de Coronel Sapucaia, a manutenção da estrada de chão paralela a rodovia pavimentada, para que os moradores da reserva indígena possam transitar.

No oficio as lideranças indígenas também anunciam para esta quinta-feira, 23 de janeiro, um manifesto com o bloqueio por tempo indeterminado da rodovia estadual, no trecho que corta a aldeia Taquaperi, com o objetivo que a reivindicações sejam atendidas.

Quebra-molas serão reimplantados, diz Agesul

Procurado pela reportagem do grupo A Gazeta, o gerente da 11ª Regional da Agesul, com sede em Amambai, engenheiro Adeilton de Matos Araújo Ferreira, informou, na tarde dessa quarta-feira (22) que os quebra-molas serão implantados na MS-289, no trecho que corta a aldeia Taquaperi.

Segundo o engenheiro, se as condições climáticas permitirem, dois redutores de velocidade no trecho que corta a aldeia serão reconstruídos já nesta quinta-feira, dia 23 de janeiro e os demais deverão ser concluídos em um prazo de um mês, tendo em vista a necessidade também da implantação de sinalização adequada.

Mesmo com o anuncio da Agesul, procurado pela reportagem do grupo A Gazeta, o capitão da aldeia indígena, Osvaldo Rodrigues, informou que a manifestação dessa quinta-feira está mantida. 

Fonte: A Gazetanews