30/06/2022 09:59

Rose Modesto reúne mais de 100 pessoas em reunião política com Pastora Michela e Rhiad

Is allowance instantly strangers applauded
Fotos: Assessoria

Na noite de quarta-feira (29), a pré-candidata à governadora, deputada federal Rose Modesto (União-MS), reuniu mais de 100 pessoas no Bairro Aero Rancho, em Campo Grande (MS), para encontro político com a Pastora Michela Dutra e com o advogado Rhiad Abdulahad, que são, respectivamente, pré-candidatos à deputada federal e deputado estadual pelo União Brasil.

Durante a conversa, os pré-candidatos falaram sobre os motivos que os fizeram ingressar na vida política. Rose Modesto relembrou de sua vida no distrito de Culturama, no município de Fátima do Sul (MS), e que sua família teve que se mudar para Campo Grande para conseguir oportunidades melhores.

A pré-candidata falou sobre a importância da educação para transformar a trajetória da população e a importância de os políticos conhecerem de perto os problemas que a cidade enfrenta. A deputada federal também relembrou a relevância do voto para mudar a vida das pessoas para melhor.

“A política é a maior ferramenta de mudança. A boa política tem a capacidade de salvar alguém, assim como a política ruim, infelizmente, tem a capacidade de tirar a vida de alguém. Vocês têm dúvida que em algum momento, por alguns terem falhado, algumas pessoas partiram daqui? Mas quando a boa política acontece, quando o dinheiro da saúde chega na saúde, e o da educação chega na educação, a boa política, não ajuda a salvar a vida de alguém?”, questionou Rose Modesto.

Rhiad Abdulahad também lembrou que veio do interior, da cidade de Ponta Porã (MS), para a Capital para ter melhores condições de ensino e de vida. O pré-candidato começou sua vida política na faculdade, se candidatando ao Diretório Acadêmico e se apaixonou.

“Tive que tocar a vida como advogado, me especializei e fui trabalhar. Comecei sempre perto da política, atendi os caminhoneiros na época das greves, para liberar as estradas, atendi no Hospital do Câncer e atendi o pessoal que era despejado. Aquele talento que Deus deu, a gente pode contribuir de alguma forma com quem mais precisa”, reforçou Rhiad.

A Pastora Michela Dutra comentou sobre as necessidades de saúde que passou e a falta de alimento, que ela viu de perto no seu projeto “Ajude-nos a Ajudar”. “Meu sobrinho foi para o posto de saúde e não conseguimos antibiótico para ele. Ele ficou a noite toda com febre porque não conseguiu ser atendido. Eu estou falando da minha vida”, ressaltou.

Ele acrescentou também que precisou fazer uma cirurgia seríssima de coluna. “Eu tive que fazer o quê? Pagar, porque se eu não fizesse, eu já estava perdendo meus movimentos do lado esquerdo. Isso é o que? Isso talvez seja uma falta de gestão de saúde, que precisa fazer algo diferente para ficar melhor. Nós não precisamos estar aqui pra falar o que fulano não fez, o povo está sentindo na pele”, finalizou.

Fonte: Assessoria