22/11/2021 18:59

Prévias do PSDB: votação será concluída até domingo (28)

PSDB ainda aguarda manifestação da empresa contratada para viabilizar eleições que definem candidato à presidência

Is allowance instantly strangers applauded
Os governadores do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e de São Paulo, João Dória

O processo de escolha do pré-candidato do PSDB à presidência da República será finalizado até o próximo domingo (28). A informação foi divulgada pelo partido na noite desta segunda-feira (22). A decisão é fruto de um acordo entre a direção do PSDB e os três pré-candidatos, segundo a legenda.

O partido vai realizar uma votação com a participação de cerca de 44 mil tucanos para definir o nome escolhido para disputar uma vaga no Palácio do Planalto. O processo seria realizado no último domingo (21), mas não foi finalizado devido a um problema no aplicativo usado para a votação remota.

"O partido ainda aguarda manifestação da empresa contratada, a Faurgs. Se, até esta terça-feira, ela não oferecer garantias concretas de viabilidade e robustez da solução contratada, o PSDB adotará tecnologia privada para concluir o processo das prévias. Em qualquer alternativa, a integridade do processo eleitoral será rigorosamente observada", detalha a nota.

A diretoria da legenda, no entanto, ressalta que todos os votos já registrados, desde a abertura do pleito, estão validados e serão computados. 

Estão na disputa, de forma efetiva, os governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. O ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio também está com o nome para votação, mas tem apoiado Doria.

Polêmicas

Eduardo Leite acusou o rival Doria de compra de votos. Segundo ele, há "denúncias de pressões indevidas, suspensão de filiações e demissão de pessoas que não apoiam" o governador de São Paulo. Leite também pede uma "investigação profunda" sobre um possível ataque de hackers ao sistema de votação. A assessoria do governador Joao Doria disse que ainda não vai se pronunciar sobre a acusação. 

O apoio de alguns tucanos ao presidente da República e a projetos do Executivo, no Congresso Nacional, é alvo de questionamentos internos. Arthur Virgílio comentou o tema, neste domingo, com duras críticas. "Temos uma bancada que tem se comportado como bolsonarista ao longo das votações mais relevantes. E eu considero o PSDB um caminhão carregado de maçãs boas, e tem uma estragando bastante as outras. Dou nome e sobrenome: Aécio Neves", disse, criticando o apoiador de Leite.

 

Fonte: R 7