28/03/2021 20:06

Justiça Eleitoral multa candidatos a prefeito e vice de Amambai em mais de R$ 100 mil, eles vão recorrer da decisão

Multa aos candidatos do PSL nas eleições de 2020 foi aplicada após representação da coligação do prefeito reeleito.

Is allowance instantly strangers applauded
O empresário e candidato a prefeito em Amambai nas eleições de 2020, Zé Bambil (e) e Pastor Leandro. Multados pela Justiça Eleitoral, eles disseram que vão recorrer da decisão. (Foto: Divulgação)

Vilson Nascimento

O candidato a prefeito de Amambai nas eleições de 2020, José Cristóvão de Oliveira Bambil o “Zé Bambil” e o candidato a vice-prefeito, Paulo Leandro de Oliveira, o “Pastor Leandro”, ambos do PSL (Partido Social Libera), foram multados em mais de R$ 100 mil pela Justiça Eleitoral, sob acusação de distribuírem camisetas durante o período de campanha eleitoral, prática vedada pela legislação eleitoral, que pode caracterizar captação ilícita de sufrágio, em termos populares a chamada “compra de votos”.

Segundo o site da capital do Estado, Midiamaxnews, a representação foi movida pela coligação Foco, Força e Fé, do prefeito reeleito Edinaldo Luiz de Melo Bandeira (PSDB), que tem como vice Rodrigo Selhorst (DEM).

Segundo a representação, a chapa de Zé Bambil teria distribuído camisetas, que durante eventos os candidatos e eleitores teriam usaram como uniformes.

Procurado pela reportagem do grupo A Gazeta na noite desse domingo, 28 de março, Zé Bambil informou que as citadas camisetas não foram adquiridas e distribuídas por candidatos ou pela coligação, mas sim pelas pessoas simpatizantes da campanha e com recursos delas próprias, portanto não caracteriza transgressão à legislação eleitoral.

De acordo com José Cristóvão de Oliveira Bambil o “Zé Bambil”, a assessoria jurídica já foi acionada e vai recorrer da decisão.

Com informações do Midiamaxnews

 

 

Fonte: A Gazetanews