25/06/2019 14:05

Audiência Pública sobre a Erva Mate foi realizada em Amambai

Ideia proposta pelo vereador Dilmar Bervian é transformar Amambai na Capital Nacional do Tereré e explorar o potencial turístico

Is allowance instantly strangers applauded
foto: Raquel Fernandes

A Câmara de Vereadores de Amambai realizou na última segunda-feira, dia 24, uma audiência pública onde foram discutidos vários assuntos ligados a erva mate, como a transformação do município na capital da erva mate, paisagem cultural, turística e caminho dos ervais.

A audiência pública foi proposta pelo vereador Dilmar Bervian, através do requerimento 053/2019, aprovado por unanimidade por todos os vereadores.

Participaram da audiência a presidente da Câmara, vereadora Janete Córdoba, junto com os vereador DilmarBervian, Humberto Hasegawa, Fernando Fischer, Darci José e Luciano Maurício, o prefeito Edinaldo Luiz de Melo Bandeira, o Capitão  Fábio Martins, representando o 17º RCMEC, o Comandante Major Junior Marcos Echeverrias, da Polícia Militar de Amambai, o Assessor Técnico da Fundação de Turismo de MS - FUNDTUR, Diego Garcia Santos, o Coordenador Adjunto do Mestrado e Desenvolvimento Regional e de Sistemas produtivos da UEMS, Dr. Carlos Otávio Zamberlan, o Assessor Técnico da Fundação de Turismo de MS, senhor Matheus Dauzaker e o professor Dr. Moisés Centenaro, da Uems.Tmbém estiveram presentes produtores e empresários da área, como o sr.Sr. Joelson, Empresário da Erva-Mate São Roque, e o sr.Wilson proprietário do ‘tereré 18 anos’, que fizeram o uso da palavra. 

Projeto Caminho dos Ervais

O Projeto “Caminho dos Ervais – Paisagem Cultural Ervateira”, desenvolvido pelos professores Dr. Carlos Buesa Busón e Dr. Carlos Octávio Zamberlan, parte de uma proposta para revitalizar o território de rotas histórico-culturais na fronteira de Mato Grosso do Sul (Brasil) e Amambay (Paraguai), De forma que, pode se tornar a espinha dorsal de novas propostas que buscam valorização da cultura e do patrimônio como instrumento de desenvolvimento, papel que esses valores desempenham na economia do século XXI. Além disso, também tentando aumentar a promoção da tolerância nas relações entre os povos, através do desenvolvimento do turismo de qualidade como mecanismo de integração e preservação do patrimônio.

A região do estudo inclui o antigo Caminho Real, denominado Caminho dos Ervais que serviu para o trânsito entre as regiões das duas bacias hidrográficas mais importantes do território, o rio Paraná e o rio Paraguai. Esta estrada foi utilizada em diferentes momentos, destacando seu uso na Guerra da Tríplice Aliança.

Entre os principais objetivos estão a criação de uma rota histórico-cultural que pretende desenvolver toda a região de Mundo Novo a cidade de Miranda; desenvolvimento de um conceito de paisagem cultural, com marca e identidade social  e um Seminário Internacional sobre Território e  Cultura.

Criação de uma identidade para Amambai

Outro assunto discutido na audiência foi a criação de uma identidade para o município de Amambai, que deverá ser apresentado para votação da população nos próximos dias.

Aproveitamento do potencial turístico de Amambai

Segundo o vereador Dilmar Bervian, um dos objetivos da audiência é levantar um projeto para aproveitar o potencial turístico de Amambai, como forma de alavancar a economia local, atraindo pessoas para conhecer as belezas naturais do município, como rios, cachoeiras, praças e lugares históricos.

“A realização da audiência pública foi muito importante para apresentarmos a ideia de explorar a tradição e a cultura da erva mate e levar para o lado turístico. Queremos fazer de Amambai a Capital Nacional do Tereré” disse o vereador Dilmar Bervian.

Fonte: Assessoria/Felipe Schinaider