04/01/2022 09:43

Com muita paciência e profissionalismo policiais militares salvam pai de família que tentava suicídio em Amambai

Depressivo homem de apenas 23 anos ameaçava se jogar de uma torre de telefonia de aproximadamente 60 metros de altura.

Vilson Nascimento

Agindo com diálogo, muita paciência e o profissionalismo dado aos membros da corporação durante cursos de formação e de preparação para graduação, além de muita coragem, policiais lotados na 3ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar), conseguiram evitar o suicídio de um pai de família, fato registrado no início da noite desta segunda-feira, 3 de janeiro, em Amambai.

Segundo a ocorrência policial, depressivo após desentendimento com a esposa, o pintor de 23 anos, pai de dois filhos, teria subido a uma altura de aproximadamente 50 metros de uma torre de telefonia de aproximadamente 60 metros e ameaçava se jogar.

Ao chegar no local após ser acionada por populares, a guarnição da Polícia Militar, composta pelo 2º sargento Eleno Corrêa da Silva, pelo cabo Leandro Souza Moreira dos Santos e pelo soldado Jurandir André Xavier, percebeu que pela altura que a pessoa estava se tornava difícil manter um diálogo no intuído de convencer o cidadão a desistir de tirar a própria vida.

Nesse momento, imbuídos em salvar a vida do pai de família, os policiais passaram a escalar a torre, passando de plataforma para plataforma, até chegar a uma altura que pudessem manter comunicação com a vítima.

De acordo com a ocorrência policial em primeiro momento o homem apenas chorava e não respondia aos apelos da guarnição, mas após insistentes diálogos por parte dos policiais ele começou a ceder, aos poucos foi desistindo da ideia de se jogar da torre e, sob orientação dos PMs, passou a descer da estrutura metálica.

Segundo a PM ao chegar ao solo o pintor foi atendido por uma equipe do Corpo de Bombeiros que também já havia chegado ao local e conduzido ao Hospital Regional de Amambai para passar por atendimento médico.

De acordo com relatos na Polícia Militar no boletim de ocorrência, o pintor teve acesso ao interior do pátio da torre, situada na Rua da República, região considerada central da cidade, que é cercada com cerca de altura elevada, por meio de uma cabana velha que fica ao lado da cerca, aos fundos da estrutura da torre.

A torre onde ocorreu o episódio. O fato foi registrado na noite desta segunda-feira (3) e a intervenção bem sucedida da Polícia Militar impediu que a vítima cometesse suicídio. (Foto: PM) 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: A Gazetanews