24/11/2021 10:04

Polícia Civil recupera chaves e parte de materiais levados de escritório de leiloeira em Amambai

Investigadores chegaram até os objetos após denúncia anônima.

Is allowance instantly strangers applauded
Momento que investigadores lotados na Delegacia de Polícia Civil em Amambai fazia a recuperação de parte dois objetos, entre eles, chaves de veículos, lavadas da empresa leiloeira. (Fotos: Divulgação PC)

Vilson Nascimento

A equipe de plantão na Delegacia de Polícia Civil local informou a recuperação na manhã desta quarta-feira, 24 de novembro, de grande parte dos objetos furtados do escritório do pátio de uma leiloeira localizado às margens da Rodovia MS-156, trecho que liga Amambai a Caarapó, na saída da cidade, em Amambai.

Os investigadores chegaram até os produtos furtados, entre eles várias chaves de veículos que haviam sido levados da empresa, após receberem uma denúncia anônima de número restrito, onde uma pessoa, segundo a polícia com sotaque indígena, indicava que parte do material levado da empresa estaria parte solto e parte em uma s mochila de náilon, que havia sido abandonada às margens da chamada “Estrada Boiadeira” aos fundos da região da Vila Indiana na periferia da cidade.

Depois de recuperar os objetos a Polícia Civil continua trabalhando no caso com o objetivo de recuperar os demais bens furtados e identificar e responsabilizar criminalmente os autores.

Relembre o caso

De acordo com a ocorrência policial, após invadirem o escritório do pátio da empresa de leilões online os ladrões fugiram levando vários objetos, entre eles várias chaves de veículos que estão na localidade para serem leiloados.

A ação criminosa no pátio de leilão online onde estão veículos apreendidos pela polícia e disponibilizados para leilão pelo Poder Judiciário, aconteceu na noite da quinta-feira (18), mas foi registrada oficialmente na segunda-feira, dia 22 de novembro.

De acordo com representante da empresa responsável pelo pátio e em promover os leilões online, um empresário de 65 anos, além das chaves de vários veículos ali recolhidos, os ladrões também teriam levado frigobar, impressora HP, banqueta de madeira assento em palha, mesa de centro com estrutura de ferro, mesa azul de escola, duas câmeras de segurança, um rádio antigo, e quatro rodas de um veículo Honda Civic.

Segundo relatos da vítima à polícia, sistema de monitoramento teria indicado que pelo menos três indivíduos, todos usando capuz para não serem identificados, teriam participado da ação criminosa.

 

Fonte: A Gazetanews