17/10/2021 10:01

Polícia Civil registra três casos de furto em Amambai

Furtos ocorreram em sítio, em residência na Vila Limeira e em loja no centro da cidade.

Is allowance instantly strangers applauded
Fachada da Delegacia de Polícia Civil, em Amambai. (Foto: Vilson Nascimento)

Vilson Nascimento

A Polícia Civil registrou entre este sábado (16) e domingo, dia 17 de outubro, três casos de furto em Amambai.

Em um deles, registrado na manhã deste sábado, a vítima, um homem de 40 anos, informou que na noite de sexta para sábado (16) pessoas não identificadas teriam adentrado no Sítio Vitória, localizado na região da Vila Indiana, em um momento que não tinha ninguém na propriedade rural e furtado uma bomba d’água marca Thebe, 12,5 cv, cor verde, monofásico.

Em outra ocorrência, registrada no final da manhã deste sábado (16) uma mulher de 34 anos comunicou o furto de seu aparelho celular de dentro de uma loja de roupas, em Amambai.

De acordo com relatos da vítima à polícia, a câmera de monitoramento do estabelecimento teria registrado o momento que a consumidora teria adentrado no provador da loja com o celular, um Xiaomi, modelo REDMI 9,  cor roxo e azul, mas teria saindo do local sem o aparelho.

Ao notar a falta do celular, a vítima teria voltado à loja, mas o celular não estava mais no provador.

Segundo relatou a vítima a polícia, a direção da loja teria informado que pelo menos outras três pessoas teriam passado pelo mesmo provador depois de ela ter deixado o local.

Já neste domingo, dia 17, uma mulher de 51 anos, procurou a Polícia Civil para registrar o furto de um botijão de gás de sua residência, situada na região da Vila Limeira.

De acordo com a ocorrência policial, no ato do registro a vítima teria relatado que suspeita que o furto possa ter sido praticado por um indivíduo que teria realizado trabalho de pintura em sua residência recentemente.

Segundo a vítima na ocasião que realizada o trabalho na casa o indivíduo teria dito a ela que era foragido da Justiça do Paraguai, pois estaria sendo procurado naquele país por ter matado seu cunhado tempos atrás.

Caso alguém se deparar com alguma pessoa de forma suspeita oferecendo ou tentando comercializar alguma das peças citadas acima, a orientação é para comunicar a Polícia Civil por meio do fone (67) 3481-1415.

Matéria atualizada às 18h deste domingo para acréscimo de informações.

 

Fonte: A Gazetanews