05/03/2021 15:34

Após investigação Polícia Civil desarticula “boca de fumo” e prende casal em Amambai

Ponto de venda de drogas funcionava em moradia situada no Residencial Pôr-do-Sol.

Is allowance instantly strangers applauded
As porções de crack encontradas na residência do casal. O entorpecente já estava preparado para ser repassado aos usuários, segundo a polícia. (Fotos cedidas ao A Gazetanews)

Vilson Nascimento

Após trabalho de investigação a Polícia Civil desarticulou um ponto de venda de drogas e prendeu um casal por tráfico, em Amambai.

A “boca de fumo” como também é conhecida, funcionava em uma residência localizada no Residencial Pôr-do-Sol.

Segundo o delegado que comandou as investigações do caso e a operação que resultou na desarticulação do ponto de venda de drogas e na prisão o casal, Dr. Caio Macedo, o trabalho de investigação foi constituído de campana e inclusive de abordagem e oitiva de usuários de drogas que adquiriam porções de crack do casal.

Durante a ação policial, desencadeada na noite essa quarta-feira, dia 3 de março, os policiais encontraram na residência do casal, uma mulher de 46 anos e um homem de 69 anos, 80 porções de crack já embalados e prontos para serem entregues aos usuários, uma grande quantidade de dinheiro em notas de pequeno valor, R$ 2,00, R$ 5,00 e R$ 10,00, e moedas, segundo a polícia característica comum em locais de comercialização de entorpecentes, além de diversos telefones celulares aparentemente sem funcionamento, pares de sapatos novos ainda na caixa, bujões de gás e uma motocicleta estrangeira sem placa e sem a respectiva documentação. 

De acordo com a polícia todos os objetos não tinham comprovação de procedência lícita e por estarem em um ponto de comercialização de entorpecentes, fez levantar a suspeita de se tratarem de produtos de furtos, supostamente praticados por usuários de drogas e usados como moedas de troca pela porção do entorpecente.

Ao ser indagada, segundo a polícia, a mulher teria relatado que seu companheiro era o responsável pela venda do entorpecente.

O homem, por sua vez, teria afirmado aos policiais que de fato vendia drogas naquela localidade e cobrava R$ 10,00 pela porção de crack.

O casal foi preso e autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e segundo o delegado, Dr. Caio Macedo, também seria indiciado pelo crime de receptação.

Bocas de fumo aliciam menores e causam danos à sociedade 

Diferente do tráfico pesado, ou seja, o transporte de grande quantidade de drogas geralmente apreendidas passando pela região de Amambai, mas que tem como destino grandes centros do País, as “bocas de fumo”, são extremamente nocivas para a sociedade local. 

São pontos de vendas de drogas como este estourado pela Polícia Civil nessa quarta-feira (3) em Amambai que aliciam crianças e adolescentes para o consumo de entorpecentes e alimentam outras ações criminosas como furtos, inclusive no seio familiar e até a prática de roubos, por exemplo, crimes praticados por usuários de drogas para angariar dinheiro ou objetos para serem trocados por porções dos entorpecentes nas bocas de fumo com a finalidade de manter o vício.

Atenção: Reportagem exclusiva do grupo A Gazeta. Proibida a reprodução total ou parcial sem que sejam citadas as respectivas fontes (veículo e repórter)

 

Fonte: A Gazetanews