21/02/2021 20:30

Polícia Civil identifica homem encontrado sem cabeça em Tacuru e já tem suspeito de ter praticado o crime

Sérgio Gimenez, de 28 anos, estava desaparecido desde a quarta-feira (17) informou a mãe da vítima à polícia.

Is allowance instantly strangers applauded
Fachada da Delegacia de Polícia Civil,e, em Tacuru.

Vilson Nascimento

Durante trabalho de investigação desencadeado pela investigadora e pelo escrivão de plantão na Delegacia local, a Polícia Civil chegou à identificação, na tarde desse domingo (21) de um homem encontrado decapitado em uma trilha na periferia da cidade no final da tarde desse sábado, dia 20 de fevereiro, em Tacuru.

O corpo de Sérgio Gimenez, que segundo relatou a mãe da vítima a polícia, teria saindo de cada na quarta-feira, dia 17 de fevereiro e desde então não havia sido mais visto, foi localizado já em avançado estado de putrefação, às margens da chamada Trilha Ecológica, região da Praça do Tereré, quando um jovem que se banhava em um riacho, ao perceber o mau-cheiro, resolveu averiguar.

Após o achado do cadáver, que estava sem cabeça, trajando somente calça jeans e sem nenhuma documentação, a Polícia Civil passou a atuar no caso e conseguiu chegar até a mãe da vítima fatal que fez o reconhecimento parcial de Sérgio com as informações passadas pela polícia, inclusive por meio de uma tatuagem e na noite desse domingo oficializou o reconhecimento ao ter acesso ao corpo do filho.

Segundo o delegado, Dr. Edgard Punsky, titular da Delegacia de Paranhos, mas que nesse final de semana respondia pela Delegacia de Tacuru, o trabalho eficaz realizado pela equipe de plantão na Delegacia de Polícia Civil em Tacuru nesse domingo (21) também chegou inclusive chegando a identificação do possível autor do assassinato e a motivação para o crime, porém maiores detalhes não foram divulgados para não atrapalhar o andamento das investigações. A cabeça de Sérgio Gimenez ainda não foi localizada.

 

Fonte: A Gazetanews