17/01/2021 18:42

Após desentendimento familiar, Polícia Militar apreende arma de fogo em Amambai

Adolescente acusou pai de agressão e por medo, teria se apoderado da arma dele e entregado a polícia.

Vilson Nascimento

Após um desentendimento familiar a Polícia Militar prendeu, na tarde desse domingo, 17 de janeiro, na região da Vila Jussara, um homem de 47 anos, por violência doméstica e posse irregular de arma de fogo, em Amambai.

De acordo com a ocorrência policial o fato teria iniciado quando o homem teria agredido sua filha de 16 anos com socos no rosto, após acusar a jovem de envolvimento na suposta depredação dos vidros de uma loja.

O revólver apreendido pela Polícia Militar durante o atendimento a ocorrência relacionada à violência doméstica na tarde desse domingo (17) em Amambai. (Foto: 3ª CIPM)

Segundo consta na ocorrência policial, por conta das agressões e supostas ameaças proferidas por seu genitor, com medo, a adolescente teria apanhado a arma de fogo pertencente ao pai, um revólver calibre 38, marca Taurus e com numeração raspada, que estava sobre o guarda-roupa, no quarto dos pais e entregue aos policiais.

A adolescente também teria relatado a Polícia Militar que, com medo de sofrer agressões por parte do pai, estava parando na casa de sua irmã e nesse domingo (17) foi à casa dos pais para apanhar roupas, foi quando teria sido abordada e agredida pelo seu pai dentro de seu quarto.

De acordo com a ocorrência policial, no ato da abordagem o acusado, que teria negado ser o proprietário do revólver que estava de posse de sua filha, aparentava estar em estado de embriaguez e a mãe da adolescente também estava bastante alterada com a jovem pelo fato ocorrido.

O Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente de Amambai foi acionado para acompanhar o caso e as partes envolvidas, bem como a arma apreendida, que segundo a PM estava sem munição, foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia Civil local para serem adotadas as medidas cabíveis.

De acordo com a Polícia Civil o pai da adolescente supostamente vítima das agressões, foi autuado em flagrante por violência doméstica e posse irregular de arma de fogo, posteriormente passou à disposição da Justiça.

 

Fonte: A Gazetanews