13/11/2020 11:05

Justiça mantém preso homem que espancou esposa até a morte em Amambai

Crime aconteceu na noite de domingo, dia 8 e o acusado, de 41 anos, foi preso em flagrante.

Is allowance instantly strangers applauded

Vilson Nascimento

O Poder Judiciário converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva e manteve sob custódia um homem de 41 anos, acusado de agredir a esposa até a morte, em Amambai.

O crime aconteceu na noite do domingo, 8 de novembro e o acusado foi preso em seguida pela Polícia Civil.

Segundo a delegada que comandou as investigações do caso, Dra. Larissa Serpa, depois de um desentendimento entre o casal, Sueli Vargas, de 40 anos, passou a sofrer repetidas agressões por parte do marido. Em um dado momento, após uma nova agressão, ela teria desmaiado e não retomou mais os sentidos, vindo a óbito.

De acordo com a Polícia Civil levantamentos realizados pela equipe de investigação apontaram que o casal, que é indígena e morador na aldeia Amambai, uma das maiores comunidades indígenas da região de fronteira, no Cone Sul de Mato Grosso do Sul, havia consumido bebida alcoólica praticamente durante todo o dia e a embriaguez teria contribuído para a desavença entre marido e mulher.

Segundo Dra. Larissa Serpa, ao ser preso o homem confessou ter praticado as agressões contra a esposa. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de feminicído e depois da decisão judicial, proferida nessa quarta-feira, dia 11 de novembro, foi encaminhado a Penitenciária de Amambai, onde permanece preso à disposição da Justiça.

 

Fonte: A Gazetanews