16/07/2020 19:02

Tambor de metal explode e deixa homem de 51 anos ferido em Amambai

Vítima tentava cortar o tambor com emprego de Makita, quando houve a explosão, segundo o Corpo de Bombeiros, provocada por acúmulo de gás no interior do recipiente.

Is allowance instantly strangers applauded

Vilson Nascimento

O Corpo de Bombeiros socorreu, no final da tarde dessa quinta-feira, 16 de julho, um homem de 51 anos, em Amambai.

Ele sofreu um corte profundo na região da cabeça após a explosão de um tambor de metal.

O tambor que explodiu é semelhante a este (foto ilustrativa). Bombeiros alertam que o recipiente acumula gás em seu interior e o corte sem o emprego dos equipamentos adequados provoca risco iminente de acidente. (Foto: Divulgação)

Segundo os bombeiros, a vítima cortava, com o emprego de uma serra tipo Makita, o tambor, geralmente utilizado armazenamento de combustível e produtos químicos, quando ocorreu o acidente.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, esse tipo de material acumula gás e mesmo com a tampa principal e o suspiro aberto, o gás não se dissipa totalmente, fator que gera risco de explosão ao ser cortado.

A orientação, segundo os bombeiros é evitar cortar esse tipo de material caso não tenha certeza do não acúmulo de gás em seu interior, para evitar acidentes.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, esse trabalho deve ser realizado por profissional treinado para a finalidade e com o emprego de equipamentos e inclusive produtos adequados que eliminam o gás e consequentemente elimina o risco de explosão.

Em relação a vítima do acidente na tarde dessa quinta-feira, em Amambai, depois de receber o atendimento emergencial no local, o homem, que segundo o Corpo de Bombeiros estava consciente mas demanda risco por conta do  sofrido, foi encaminhado para o Pronto Socorro do Hospital Regional de Amambai, onde passou por cuidados médicos, posteriormente foi encaminhado para uma unidade  de saúde com maiores recursos médicos na cidade de Dourados.

Matéria atualizada às 20h para acréscimo de informações.

 

Fonte: A Gazetanews