28/06/2020 12:37

No Dia Internacional de Combate às Drogas, Polícia Civil incinera 8 toneladas de entorpecente em Amambai

Queima de maconha e Skank aconteceu nessa sexta-feira (26) e foi acompanhada pelo Ministério Público e pela Vigilância Sanitária do município.

Is allowance instantly strangers applauded
Nas fotos momentos da incineração das 8 toneladas de entorpecente realizada pela Polícia Civil de Amambai nessa sexta-feira, 26 de junho, Dia Internacional de Combate às Drogas. (Fotos: Raquel Fernandes)

Vilson Nascimento e Raquel Fernandes

A Polícia Civil incinerou nessa sexta-feira, 26 de junho, Dia Internacional de Combate às Drogas, 8 toneladas de entorpecentes, em Amambai.

A delegada titular, Dra. Larissa Serpa, durante a queima da droga na manhã dessa sexta-feira. Só neste ano de 2020 a Polícia Civil já incinerou 42 toneladas de entorpecente em Amambai. 

A incineração da droga, a maior parte maconha e também certa quantidade de Skank, uma versão concentrada da Cannabis sativa, aconteceu na caldeira de uma cooperativa agrícola do município.

O entorpecente foi transportado da Delegacia de Polícia Civil local, onde estava armazenada, até o local da incineração, por militares do Exército Brasileiro lotados no 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado (17º RC Mec), com sede em Amambai. 

Segundo a delegada titular de Polícia Civil, em Amambai, Dra. Larissa Serpa, a droga destruída nessa sexta-feira (26) é fruto de apreensões realizadas por forças de segurança como o DOF (Departamento de Operações de Fronteira), a PMR (Polícia Militar Rodoviária Estadual) a Polícia Militar e pela própria Polícia Civil em abordagens policiais realizadas em período recente na cidade e nas rodovias que cortam o município, em Amambai.

Além da delegada, Dra. Larissa, que coordenou a operação para a queima da droga, acompanharam a incineração do entorpecente o promotor de justiça, titular da 2ª Promotoria em Amambai, Dr. Michel Maesano Mancuelho, o delegado titular de Polícia Civil em Coronel Sapucaia, Dr. Marcos Werneck e o representante da Vigilância Sanitária da Prefeitura de Amambai, o médico veterinário Ednor Bampi.

(E/d) a delegada titular de Polícia Civil, Dra. Larissa Serpa, que comandou a operação, representante do Exército Brasileiro, o promotor de justiça, Dr. Michel Mancuelho e o delegado titular em Coronel Sapucaia, Dr. Marcos Werneck, que também participou da ação para a queima da droga. 

A Prefeitura de Amambai também contribuiu com a ação fornecendo mão de obra para auxiliar no carregamento e descarregamento do entorpecente.

O médico veterinário Ednor Bambi representou a Vigilância Sanitária do município durante o ato de incineração. 

42 toneladas só neste ano

Só neste ano de 2020 a Polícia Civil de Amambai já incinerou 42 toneladas de drogas, frutos de apreensões realizadas no âmbito do município do final do ano passado para cá.

Em abril, também com apoio da prefeitura e transporte do Exército, foram destruídas 16 toneladas de entorpecentes. 

Em outra queima, realizada no mês de maio, a quantidade foi ainda maior. Foram destruídos 18 mil quilos de drogas, o que para a polícia significa um duro golpe nas finanças do narcotráfico.

Fonte: A Gazetanews