26/01/2020 21:54

Polícia registra furtos em Amambai e em mais cinco municípios do Cone Sul

Ladrões agiram em Tacuru, Iguatemi, Paranhos, Coronel Sapucaia e Aral Moreira. Em Sete Quedas residência foi alvejada por disparo de arma de fogo.

Is allowance instantly strangers applauded

Vilson Nascimento

A Polícia Civil registrou e está apurando casos de furtos ocorridos no decorrer do final de semana em Amambai e em mais cinco municípios da região Cone Sul do Estado, em Mato Grosso do Sul.

Em Amambai um ladrão acabou se ferindo ao adentrar em uma conveniência multimarcas para furtar, fato ocorrido na madrugada desse sábado, dia 25 de janeiro.

Segundo relatou a vítima à polícia, o marginal entrou no estabelecimento, que não tem câmeras de monitoramento, por um buraco localizado acima da porta de correr do comércio.

O criminoso fugiu levando R$ 2 mil, que estavam no caixa da conveniência, mas ao deixar o local teria se ferido, segundo relatou a vítima à polícia, já que havia resquícios de sangue por onde o bandido passou.

Também em Amambai a Polícia Militar prendeu, na quinta-feira, 23 de janeiro, dois indivíduos por furto.

A dupla foi localizada e pesa na região de uma edificação desocupada ao lado da Câmara Municipal, após testemunha flagrar os marginais furtando botijão de gás de uma distribuidora de gás da cidade. O produto furtado também foi recuperado.

Em Tacuru

No município de Tacuru o funcionário de uma fazenda da região onde o fato ocorreu, foi flagrado por câmeras de monitoramento furtando uma bolsa contendo um aparelho celular de um estabelecimento comercial.

Segundo a ocorrência policial, o furto no comércio, situado na região conhecida como Moreschi, na Rodovia MS-156, trecho que liga a cidade de Tacuru a Amambai, aconteceu na tarde desse sábado (25).

Em Iguatemi

Na cidade de Iguatemi, indivíduos não identificados invadiram o pátio de uma fábrica situada na região da Vila Rosa e furtaram um botijão de gás.

Segundo relatou a direção da empresa à polícia, os larápios desacoplaram o botijão, que estava preso a uma mangueira, porém do lado de fora da edificação e levaram o objeto.

No local não tem câmeras de monitoramento e a direção da empresa acredita que os ladrões façam parte de um grupo de viciados que se aglomeram regularmente em um barracão abandonado aos fundos do estabelecimento para usar drogas.

Em Paranhos

Na Fazenda Ouro Verde, em Paranhos, indivíduos não identificados invadiram uma das pastagens da propriedade rural, abateram e furtaram a carne de um bovino.

Esse fato ocorreu na quinta-feira, dia 23 de janeiro, mas segundo relatou a administração da propriedade rural à polícia, só neste mês de janeiro quatro casos dessa natureza ocorreram naquela fazenda, resultando em um prejuízo de aproximadamente R$ 6,4 mil.

As suspeitas, segundo a ocorrência policial, são que os autores da ação criminosa sejam indígenas da aldeia Potrero Guaçu, já que os vestígios apontam que, após abaterem e carnearem as reses ainda na invernada, os ladrões seguiram em direção a aquela comunidade indígena, que é vizinha à fazenda.

Em Coronel Sapucaia

Em Coronel Sapucaia uma motocicleta foi furtada da frente de um mercado situado na região da Vila Nova, fato ocorrido na tarde da quinta-feira, dia 23.

Segundo a vítima, ele teria chegado para trabalhar e estacionado a moto, uma Star SK 125-5/2014 cor preta, em frente ao mercado e ao sair percebeu que o veículo havia sido levado. 

Testemunhas teriam visto um indivíduo conduzindo a moto furtada. A informação foi passada à Polícia Civil, que apura o caso.

Em Aral Moreira

Em Aral Moreira dois índios moradores na aldeia Guassuty foram presos pelas polícias, Civil e Militar, com apoio de lideranças da comunidade indígena, após abaterem e furtarem, na quinta-feira, dia 23 de janeiro, duas cabeças de gado da Fazenda Santa Mônica.

Segundo relatou a polícia no boletim de ocorrência, os criminosos teriam encurralado os animais em um canto da invernada , matado, possivelmente a golpes de facão e furtado parte da carne, deixando o resto da carcaça no local.

De acordo com a polícia, na residência dos acusados policiais encontraram couro, possivelmente de um dos animais abatidos, quatro tabletes de maconha e também objetos que podem ser produtos de furto. 

Entre eles placar solares e uma bateria de caminhão, além de facão e duas lanças de ferro, que segundo a polícia, possivelmente foram usadas para sacrificar os animais.

Em Sete Quedas

Na cidade de Sete Quedas uma residência situada na Rua Presidente Costa e Silva, região central da cidade, foi alvejada por um disparo de arma de fogo na madrugada desse sábado, dia 25 de janeiro. O tiro atingiu a janela de vidro e o projétil foi encontrado no piso da sala.

Uma testemunha relatou para a polícia que o autor do disparo seria um indivíduo que estaria em um Onix cor preta. Ele teria descido do carro, atirado contra a residência, posteriormente teria deixado o local no mesmo veículo.

Segundo a polícia os moradores não apresentaram suspeitos e dizem desconhecer a motivação do atentado.

Fonte: A Gazetanews