07/11/2019 23:36

Ação policial desarticula esquema de tráfico de drogas em Amambai

Chácara na estrada de acesso a aldeia servia como entreposto para carregamentos de droga e ponto de venda de maconha para indígenas, segundo a Polícia Civil.

Nas fotos a droga apreendida durante a operação policial e o local onde, segundo a polícia, servia de entreposto para o tráfico. (Fotos: Vilson Nascimento)

Vilson Nascimento

Uma operação desencadeada pela Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar, desarticulou um esquema de tráfico de drogas na noite essa quinta-feira, 7 de novembro, em Amambai.

De acordo com o delegado, Dr. Mikaill Alessandro Gouveia Faria, adjunto da Delegacia Regional de Ponta Porã, que acompanhou a ação e o delegado, Dr. Marcos Werneck Pereira, que comandou as investigações do caso pela Delegacia de Polícia Civil, em Amambai, informações obtidos pela equipe de investigação davam conta que uma chácara situada em uma estrada vicinal de acesso a aldeia Amambai, distante cerca de cinco quilômetros da cidade, estaria servindo de entreposto para carregamentos de entorpecente e a localidade, onde também funciona uma bicicletaria, também seria um ponto de distribuição de drogas para indígenas.

De posse das informações, a Polícia Civil montou a operação em conjunto com a Polícia Militar para averiguar a situação.

Segundo a Polícia Civil, ao perceber a chegada das equipes, o acusado de manter o esquema de tráfico, Wesley da Silva Araújo, de 32 anos, acabou abandonado a residência e, se aproveitando da escuridão, fugiu em meio matagal existente aos fundos do sítio deixando para trás a esposa, que, segundo a polícia após confirmar que sabia da existência da droga acabou presa.

De acordo com a polícia, durante vistorias os policiais encontraram barras de maconha prensada e uma área de serviço da residência e em um matagal na parte dos fundos da bicicletaria, uma caixa de isopor encoberta por galhos, contendo mais uma grande quantidade de maconha em tabletes.

Segundo a Polícia Civil, a droga apreendida na operação e a moradora foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia Civil em Amambai para serem adotadas as medidas cabíveis.

Segundo o delegado responsável pelas investigações do caso, Dr. Marcos Werneck, diante de materialidade do crime de tráfico, ele irá representar pela prisão preventiva de Wesley Araújo junto ao Poder Judiciário.

A mulher de Wesley Araújo, que foi autuada em flagrante por tráfico de drogas, ao ser submetida a audiência de custódia junto ao Poder Judiciário nessa segunda-feira, 11 de novembro, teve prisão domiciliar decretada pelo juiz que atuou no caso.

O juiz levou em consideração para conceder a prisão domiciliar à acusada até sair a sentença com condenação ou absolvição, o fato de ela ter filho menor de idade.

Matéria atualizada às 21h43 desta segunda-feira (11) para acréscimo de informação.

 

Fonte: A Gazetanews