15/10/2019 16:44

Produtor rural volta a amargar prejuízos com abate de gado em fazenda de Amambai

A carcaça do animal abatido essa semana na Fazenda Esperança. Segundo o proprietário da propriedade rural esse foi o quinto caso dessa natureza registrado na fazenda, gerando um prejuízo de aproximadamente 9 mil reais. (Foto: Divulgação)

Vilson Nascimento

Um produtor rural procurou a Delegacia de Polícia Civil de Amambai nessa terça-feira, 15 de outubro, para registrar pela quinta vez só neste ano de 2019, o abate de gado em sua propriedade rural.

As ações criminosas na Fazenda Esperança, situada nas proximidades da Capela São Roque, às margens da Rodovia MS-486 que liga a MS-289 (Amambai a Coronel Sapucaia) a MS-485 entre Amambai a Aral Moreira, seguem sempre os mesmos modus operandi.

Os ladrões encurralam o animal em um canto de cerca, abatem a rês e levam somente partes com carnes nobres, deixando o resto da carcaça na invernada.

Segundo o produtor rural, os cinco animais abatidos neste ano de 2019 foram machos com idades entre 12 a 24 meses, resultado em um prejuízo de aproximadamente R$ 9 mil.

As suspeitas da autoria dos abates recaem sobre indígenas, já que a propriedade rural está localizada em uma rota usada por indígenas residentes nas aldeias, Taquaperi, em Coronel Sapucaia e Guaçuty, em Aral Moreira, para se locomoverem entre as duas reservas.

De acordo com a ocorrência policial, no último caso de abate registrado na fazenda , que teria ocorrido entre domingo (13) e essa segunda-feira, dia 14 de outubro, índios teriam sido visto transitando nas pastagens, na região onde o resto da carcaça da rês foi encontrada.

Fonte: A Gazetanews