07/05/2019 17:27

Ladrões invadem obra pública para furtar fios e tinta em Amambai

Crime ocorreu entre sábado e domingo. A Polícia Civil local investiga o caso.

O Parque do Panduí. Obra que futuramente pode vir a ser uma importante área de lazer do município,  está em andamento, mas ainda serve de ponto de encontro de usuários de drogas, constatou a reportagem do A Gazetanews. (Fotos: Vilson Nascimento)

Vilson Nascimento

Ladrões adentraram em uma obra pública em execução para furtar, ação criminosa registrada nesse final de semana, em Amambai.

Segundo a empresa responsável pela obra em execução do chamado “Parque do Panduí”, às margens do Córrego Panduí, os ladrões furtaram pelo menos 800 metros de fios da rede elétrica, que já estavam instalados na obra.

Os marginais também teriam furtado, segundo a empresa, disjuntores, hastes de aterramento e várias latas de tintas já usadas, mas ainda com produto, que segundo a Engenhasul Projetos e Construções Ltda. responsável pela construção da área de lazer, estavam guardadas em um dos cômodos do setor de administração do parque, que já está pronto e teve a porta arrombada.

Em setembro do ano passado (2018) reportagem publicada pelos veículos do grupo A Gazeta de comunicações apurou que as instalações do Parque, cuja obra já dura mais de dois anos, estavam serviço como ponto para consumo de drogas, sobretudo do entorpecente conhecido como crack.

Artefato usado por viciados para fumar crack e a porta arrombada pelos larápios para praticar o furto no final de semana.

Nessa terça-feira, 7 de maio, nossa reportagem retornou ao local e pode constatar que a obra está em andamento e o local que está ficando bonito, caso o poder público tenha interesse, pode se tornar uma importante área para prática de esportes e inclusive para reunir as famílias nos finais de tarde e finais de semana.

No entanto a reportagem constatou também que a localidade, que até ser entregue à prefeitura, permanece sob responsabilidade da empresa executora da obra, continua servido de ponto de encontro para usuários de drogas, tendo em vista a existência de resíduos e até artefatos feitos a base de lata de cerveja, usados por usuários para fumar crack ou drogas similares. 

Fonte: A Gazetanews