05/02/2021 14:30

Como era o mundo antes do dilúvio? - Por Eloir Vieira

“Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem” (Mt 24.38,39).

Is allowance instantly strangers applauded

Nos dias anteriores ao dilúvio, a humanidade vivia distraidamente, trabalhando, comprando, vendendo, plantando, colhendo, fazendo festas, se divertindo e praticando todo tipo de corrupção, maldade, injustiça e prostituição; e não acreditava em Noé, que pregava arrependimento, dizendo que Deus mandaria um dilúvio e mataria a todos.

 

Hoje, vivemos situação semelhante: Todo mundo ocupado com alguma coisa; focado nas suas necessidades básicas e buscando por uma vida próspera, cuidando da saúde e da boa aparência física; muita criminalidade, maldade, corrupção, prostituição, drogas, orgias, baladas, e outros vícios abomináveis por Deus. Assim era antes do dilúvio: “E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente” (Gn 6.5). 

 

Nos dias anteriores ao dilúvio, a terra estava tomada de maldade: “E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra” (Gn 6.12). “Então, disse Deus a Noé: O fim de toda carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra” (Gn 6.13).

 

Assim, Deus salvou apenas Noé, sua esposa, seus três filhos e três noras; bem como um casal de cada animal, para preservação de toda espécie vivente, para recomeçar tudo após o dilúvio: “E esteve o dilúvio quarenta dias sobre a terra; e cresceram as águas e levantaram a arca, e ela se elevou sobre a terra” (Gn 7.17). “Tudo o que tinha fôlego de espírito de vida em seus narizes, tudo o que havia no seco, morreu” (Gn 7.22).

 

E as palavras do Senhor Jesus, foram de que sua vinda, será como nos tempos de Noé; a humanidade estaria vivendo como vivia nos dias anteriores ao dilúvio; e a cada dia que passa, a vida na terra se assemelha à vida da humanidade antes do dilúvio! E assim como foi com Noé, hoje os pregadores anunciam o fim de todas as coisas, e mandam as pessoas se arrependerem dos seus pecados, entregando sua vida ao Senhor Jesus, que é a nossa Arca da salvação hoje; mas infelizmente, como nos tempos de Noé, a maioria das pessoas hoje, não acredita, e vive distraidamente, comendo, bebendo, casando, festando!

 

Jesus é a nossa Arca hoje. Todos que creem, embarcam nessa Arca, e serão salvos; não de outro dilúvio, mas do fogo que virá no final dos tempos: “Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro e se guardam para o fogo, até o Dia do Juízo e da perdição dos homens ímpios” (2ªPe 3.7). Não deixe para amanhã; poderá ser tarde demais! Decida hoje, agora! A salvação é de graça, mas precisa crer no coração e confessar Jesus Cristo como seu Salvador e Senhor!

Fonte: Eloir Vieira