20/11/2020 10:34

Como será o Governo do Anticristo? - Por Eloir Vieira

“O qual se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.4).

Is allowance instantly strangers applauded

O governo do anticristo, será de sete anos (uma semana em profecia); trata-se da 70ª semana profética que ainda não se cumpriu. A profecia diz que, o anticristo, chamado de “príncipe” (Dn 9.26), assinará um tratado de paz por sete anos entre Israel e muitos países em conflitos e guerras; mas que, na metade desse tempo (três anos e meio), ele mesmo quebrará o acordo e se revelará um ditador tirano cruelíssimo: “E ele firmará um concerto com muitos por uma semana; e, na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador” (Dn 9.27).

 

Inicialmente, esse indivíduo se mostrará uma pessoa de boas intensões, amável, e admirada pela sua capacidade de persuasão; estabilizará a economia mundial, pacificará a política e unirá a todos os religiosos que não foram arrebatados, numa única religião sem divisão. Quem se posicionar contra seu governo, será punido; o seu poder virá do maligno e não de Deus: “A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais, e prodígios de mentira, e com todo engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem” (2ªTs 2.9,10).

 

Os judeus serão entregues ao anticristo (falso messias): “E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a lei; e eles serão entregues nas suas mãos por um tempo, e tempos, e metade de um tempo” (Dn 7.25). Estes “um tempo e tempos e metade de um tempo” são os últimos três anos e meio dos sete anos. Estas assolações serão tão severas que Jesus se referiu a elas como sendo um tempo de grande desolação (Mt 24.15-25; Mc 13.14-22; Lc 21.20-24). 

 

Em apoio ao anticristo, surgirá o falso profeta; um religioso influente, com poder vindo de Satanás, imitando o Espírito Santo; este é citado como “a besta que subiu da terra” (Ap 13.11-18). Ele arrebanhará todas as pessoas para uma só religião em apoio à primeira besta o anticristo; o falso profeta enganará a todos com falsos milagres, e mandará os habitantes da terra fazerem uma imagem do anticristo e a adorarem; todos serão marcados e obrigados a adorar a Satanás e ao anticristo (Ap 13.3,4,8,11-17).

 

O anticristo ainda não se revelou, porque o Espírito Santo está trabalhando na terra por meio da igreja, orando, expulsando demônios e pregando o evangelho: “E, agora, vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado. Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que, agora, resiste até que do meio seja tirado; e, então, será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda” (2ªTs 2.6-8). 

Todo cristão preparado, vigilante, que vive em comunhão com Cristo, será livrado da Grande Tribulação e ira de Deus, sendo arrebatado no início do governo do anticristo!

Fonte: Eloir Vieira