09/10/2020 13:32

Já tomou a sua Cruz? - Por Eloir Vieira

“E quem não toma a sua cruz e não segue após mim não é digno de mim” (Mt 10.38).

Is allowance instantly strangers applauded

Quem não toma a sua cruz e não segue após Jesus, não é digno de Jesus! Será que todos que se dizem seguidores de Jesus, discípulos de Jesus, pegaram cada um a sua cruz e segue Jesus obediente aos seus ensinamentos? Qual é a cruz que devemos tomar e carregar para ser digno de Jesus? Vamos observar algumas das ordens de Jesus, sobre a cruz que cada pessoa que se propõe a segui-lo, deve pegar e carregar?

 

A cruz simboliza renúncias: “Assim, pois, qualquer de vós que não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo” (Lc 14.33). Jesus renunciou aos reinos e glórias deste mundo (Mt 4.8,9; Lc 4.5-8). Renunciou à sua própria vida por amor; renunciou ao dinheiro e todas as riquezas terrenas. Nasceu pobre e foi criado por sua mãe Maria e seu tutor José; ganhou presentes, mas não pediu nada. Teve a cobertura necessária, proteção, livramento e força, dados pelo seu Pai celestial. 

 

Um discípulo não deve amar a família mais que a Deus: “Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim” (Mt 10.37). Quem segue Jesus, aborrece a própria família: “Se alguém vier a mim e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo” (Lc 14.26). “E qualquer que não levar a sua cruz e não vier após mim não pode ser meu discípulo” (Lc 14.27).

 

Jesus ensinou que a salvação depende de renúncias por amor a Cristo, mesmo que custe a própria vida: “E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Porque qualquer que quiser salvar a sua vida perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida a salvará” (Lc 9.23,24).

 

Um discípulo digno de Jesus, deve estar preparado, disposto a seguir perseverante e não parar no meio do caminho, querendo desistir: “E Jesus lhe disse: Ninguém que lança  mão do arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus” (Lc 9.62). Não juntar riquezas: “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam. Mas juntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam, nem roubam” (Mt 6.19,20).

 

Se tiver recursos financeiros, ajudar os necessitados: “E, quando Jesus ouviu isso, disse-lhe: Ainda te falta uma coisa: vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres e terás um tesouro no céu; depois, vem e segue-me. Mas, ouvindo ele isso, ficou muito triste, porque era muito rico. E, vendo Jesus que ele ficara muito triste, disse: Quão dificilmente entrarão no Reino de Deus os que têm riquezas!” (Lc 18.22-24).

Deus já perdoou os nossos pecados, quem quer seguir Jesus, tome a sua cruz e siga-o!

Fonte: Eloir Vieira