21/02/2020 17:48

A distinção do dia do Arrebatamento e a 2ª Vinda de Cristo

“Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e pela nossa reunião com ele” (2ªTs 2.1).

Is allowance instantly strangers applauded

Que distinção há entre arrebatamento da igreja e dia da vinda do Senhor Jesus Cristo?

Há uma grande diferença! O versículo acima fala de duas coisas: “vinda do nosso Senhor Jesus Cristo”, e, “nossa reunião com ele”. Essa carta foi escrita pelo apóstolo Paulo e enviada para a igreja dos tessalonicenses, e naturalmente para todos os cristãos.

 

Essa “nossa reunião com ele”, trata-se do encontro da igreja com Cristo nos ares, o encontro da noiva com o Noivo. Os que morreram em Cristo serão ressuscitados ganhando novos corpos imortais, e os que estiverem vivendo em Cristo serão arrebatados; terão seus corpos mortais, transformados em corpos imortais. E toda a igreja será levada pelo poder do Espírito Santo a se reunir com Cristo nos ares.

 

Os olhos humanos não verão essa reunião, pois será muito longe nos ares: “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor” (1ªTs 4.16,17). Será repentino: “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1ªCo 15.52).

 

Todo cristão deve esperar o arrebatamento como se fosse hoje, agora! Disse Jesus: “Mas, daquele Dia e hora, ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai” (Mc 13.32). “Por isso, estai vos apercebidos também, porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis” (Mt 24.44). “Eis que venho como ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia e guarda as suas vestes, para que não ande nú, e não se vejam as suas vergonhas” (Ap 16.15). No arrebatamento, Jesus não desce à terra!

 

No arrebatamento não haverá sinal, mas na vinda do Senhor, sim: “E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potencias dos céus serão abaladas. Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; e todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória” (Mt 24.29,30). “E haverá sinais no sol, e na lua, e nas estrelas, e, na terra, angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas; homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo, porquanto os poderes do céu serão abalados. E, então, verão vir o Filho do Homem numa nuvem, com poder e grande glória” (LC 21.25-27). 

 

Conclusão: Arrebatamento sem sinal! Vinda do Senhor, grandes sinais e todos verão Jesus: “Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim! Amém!” (AP 1.7).

Fonte: Eloir Vieira