14/11/2019 11:04

Deus e a Nação de Israel (parte 1). - Por Eloir Vieira

“Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo e sobre a tua santa cidade, para extinguir a transgressão, e dar fim aos pecados, e expiar a iniquidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e ungir o Santo dos santos” (Dn 9.24).

Is allowance instantly strangers applauded

Essa profecia aconteceu aproximadamente entre 605 e 536 a. C. As setenta semanas de Daniel, abrange restauração e edificação de Jerusalém, construção do segundo Templo; a vinda do Messias prometido a Israel; a retirada de Jesus da terra, a destruição do segundo Templo; um período de assolações que irá até ao fim; a vinda de um falso messias (o anticristo), uma Grande Tribulação, Juízo de Deus e a volta de Jesus Cristo. 

 

Desde o momento em que Nabucodonosor invadiu Judá e levou o povo acorrentado (2ºCr 36.6), a cidade de Jerusalém ficou prostrada em ruínas e o monte santo, abandonado. Parecia que as promessas de Deus feitas a Abraão Isaque, Jacó, Davi e, na verdade, a toda a nação (Gn 12.2; 28.10-17; 2ºSm 7), haviam sido esquecidas! Os judeus olhavam para Jerusalém das margens do rio Tigre e choravam (Sl 137); será que um dia voltariam para a sua terra natal? A glória do Senhor habitaria o templo novamente? Deus iria redimir o seu povo? Pois é... Deus surpreende! Deus sempre esteve e está no controle de tudo! Nunca falhou e nunca falhará, mas cumpre tudo!

 

O profeta Daniel orava a Deus, intercedendo pelo seu povo, quando teve uma visão; e nessa visão apareceu o anjo Gabriel mensageiro de Deus, especialmente para plano de salvação em Jesus; disse Daniel: “Estando eu ainda falando, e orando, e confessando o meu pecado e o pecado do meu povo Israel, e lançando a minha súplica perante a face do SENHOR, meu Deus, pelo momento santo do meu Deus, estando eu, digo, ainda falando na oração, o varão Gabriel, que eu tinha visto na minha visão ao princípio, veio voando rapidamente e tocou-me à hora do sacrifício da tarde. E me instruiu, e falou comigo, e disse: Daniel, agora, saí para fazer-te entender o sentido. No princípio das tuas súplicas, saiu a ordem, e eu vim, para to declarar, porque és mui amado; toma, pois, bem sentido na palavra e entende a visão” (Dn 9.20-23).

 

Disse o anjo Gabriel a Daniel: “Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo e sobre a tua santa cidade, para extinguir a transgressão, e dar fim aos pecados, e expiar a iniquidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e ungir o Santo dos santos. Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar e para edificar Jerusalém, até ao Messias, o Príncipe, sete semanas e sessenta e duas semanas; as ruas e as tranqueiras se reedificarão, mas em tempos angustiosos. E, depois das sessenta e duas semanas, será tirado o Messias e não será mais; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será como uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas assolações. E ele firmará um concerto com muitos por uma semana; e, na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador” (Dn 9.24-27).

Continuamos este estudo na próxima edição. Deus tem grandes coisas a revelar, creia!

Fonte: Eloir Vieira