27/09/2019 10:48

Cristão divorciado pode casar novamente? - Por Eloir

“Todavia, aos casados, mando, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. Se, porém, se apartar, que fique sem casar ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher” (1ªCO 7.10,11).

Is allowance instantly strangers applauded

Este é um dos assuntos mais polêmicos no meio cristão. As opiniões das pessoas se divergem, mas o mandamento do Senhor é bem claro: Que não se separem. Porém, se separar, não case com outra pessoa; melhor se reconciliar e não partir para um segundo casamento. Esta reflexão visa esclarecer o que Deus estabeleceu, e não indicar uma solução independente do que Deus determinou. Cada um deve conhecer os mandamentos do Senhor e fazer a sua escolha, tomando a sua própria decisão.

 

Para se reproduzir, Deus criou macho e fêmea: “Assim Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou” (GN 1.27).“E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra” (GN 1.28). Os dois se tornam um: “Portanto, deixará o homem a seu pai e a sua mãe e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne” (GN 2.24). 

 

O casamento é vitalício e só a morte separa o casal: “Portanto, o que Deus ajuntou, não separe o homem” (MC 10.9). Havendo separação, ambos continuam ligados por causa do juramento que fizeram. Mas, falecendo um, o outro fica livre: “A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo em que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido, fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor” (1Co 7.39).

 

Independente dos motivos, o cristão que se casa com outra pessoa, sem que seu cônjuge anterior tenha morrido, entrará em adultério, tanto ele como ela: “Qualquer que deixa sua mulher e casa com outra adultera; e aquele que casa com a repudiada pelo marido adultera também” (Lc 16.18). “De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for doutro marido; mas, morto o marido, livre está da lei e assim não será adúltera se for doutro marido” (Rm 7.3). O matrimônio representa a união com Cristo! Jesus sempre perdoa, mas não pode se casar com outro. A igreja é esposa de Cristo!

 

Qualquer justificativa que se der para um novo casamento sem falecimento de uma das partes é puramente humana e não de Deus! Se Jesus tivesse consentido um segundo casamento por qualquer motivo que não tenha sido a morte de uma das partes, Ele estaria contradizendo Gn 2.24; Mc 10.9 e Lc 16.18. Se houver problemas, que haja o perdão e a reconciliação, nunca a separação! Estando separado e sem possibilidade de se reconciliar com o cônjuge, é melhor permanecer sem casar, pois, essa prática poderá continuar por várias vezes e impedir a entrada no Reino: “Os adúlteros não herdarão o Reino de Deus” (1ªCo 6.10). Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convém (1ªCo 6.12). Ao pecarmos, Jesus nos perdoa, mas nos manda parar de pecar (Jo 8.11).

Fonte: Eloir Vieira