07/06/2019 09:27

Como agradar o coração de Deus? - Por Eloir Vieira

Is allowance instantly strangers applauded

 

“Pela fé, Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e, por ela, depois de morto, ainda fala” (Hb 11.4).

 

Um coração bondoso, justo e cheio de fé, agrada o coração de Deus. Foi pela fé, que Abel ofertou a melhor e mais gorda ovelha do seu rebanho, para Deus. E por essa atitude de fé, justiça e gratidão, até hoje Abel, mesmo depois de morto, ainda fala. Ao contrário de seu irmão Caim, que, por suas más atitudes, Deus rejeitou a sua oferta.

 

Caim e Abel foram os dois primeiros filhos de Adão e Eva. Passado algum tempo, Caim resolveu ofertar a Deus alguns frutos da sua lavoura, já que era agricultor. E Abel, também ofertou uma ovelha, já que este era pastor de ovelhas. Deus olhou para Abel e sua oferta, e aceitou de imediato. Já para Caim e sua oferta, Deus se quer olhou, nem recebeu: “E aconteceu, ao cabo de dias, que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor. E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas e da sua gordura; e atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta. Mas para Caim e para a sua oferta não tentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o seu semblante” (Gn 4.3-5).

 

Alguém poderia achar que Deus estaria praticando discriminação entre os dois, tendo acepção entre Caim e Abel. Mas não! Deus é amor, mas também é justiça! Pelo que consta, o problema não estava na oferta em si, mas nas atitudes de Caim, no seu modo de viver. Por isso, Deus nem se quer olhou para sua oferta nem para ele. O motivo não foi o tipo da oferta, mas as práticas de quem estava ofertando! Caim era mau: “Porque esta é a mensagem que ouvistes desde o princípio: que nos amemos uns aos outros. Não como Caim, que era do maligno e matou a seu irmão. E por que causa o matou? Porque suas obras eram más, e as de seu irmão, justas” (1ªJo 3.11,12).

 

Caim ficou muito enciumado do seu irmão Abel, e tão bravo com aquela situação, que seu semblante mudou. Fechou a cara e o coração; revoltado sentiu inveja do seu irmão a ponto de querer matá-lo! Deus chamou a atenção de Caim e alertou-o por causa das intenções do seu coração: “E o Senhor disse a Caim: Por que te iraste? E porque descaiu o teu semblante? Se bem fizeres, não haverá aceitação para ti? E, se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e para ti será o seu desejo, e sobre ele dominarás” (Gn 4.6,7).

 

Porém, Caim, sem misericórdia, matou a seu irmão: “E falou Caim com seu irmão Abel; e sucedeu que, estando eles no campo, se levantou Caim contra o seu irmão Abel e o matou” (Gn 4.8). O sacrifício que agrada a Deus, não são ofertas materiais, mas um coração transformado, justo: “Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus” (Salmo 51.17). Para refletir!

Fonte: Eloir Vieira