04/07/2022 17:12

Governo reajusta em até 70% as diárias de servidores públicos

Segundo o documento, ministros de Estado terão até R$ 668 para gastar com hospedagem e alimentação por dia de viagem

Is allowance instantly strangers applauded
O presidente da República, Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes

O governo federal reajustou em até 70% as diárias pagas a servidores públicos em viagens. O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União na sexta-feira (1º). A partir do dia 15 de julho, ministros de Estado, por exemplo, vão receber entre R$ 527,84 e R$ 668,15 para gastos com hospedagem e alimentação, dependendo do local da viagem. Antes, eles recebiam, no máximo, R$ 581,00 por diária.

Já as diárias de outros servidores vão variar entre R$ 300,90 e R$ 508,38. A regra anterior fixava valores entre R$ 177,00 e R$ 406,00. As diárias mais altas valem em deslocamentos para Brasília, Manaus, Rio de Janeiro e São Paulo. As demais capitais têm valores inferiores.

O último reajuste das diárias aconteceu em 2009 e, segundo a Secretaria-Geral da Presidência da República, a medida foi necessária para equalizar os valores de despesas com hospedagem, alimentação e locomoção e os preços praticados atualmente no mercado.

Outra mudança anunciada pelo governo foi a redução de faixas de subsídios previstas, que passou de seis para quatro. A medida, segundo o governo, é uma forma de garantir "maior isonomia entre os grupos de servidores".

De acordo com dados do Portal da Transparência, o governo federal já gastou R$ 360 milhões em 2022 com o pagamento de viagens de servidores a trabalho. Desse total, R$ 155 milhões foram destinados a pagar diárias no Brasil e no exterior.

Fonte: R 7