05/12/2021 16:27

Preço médio da gasolina nos postos fica estável, a R$ 6,742 o litro

Levantamento semanal da ANP aponta estabilidade no valor do combustível antes mesmo de Petrobras anunciar possível redução

Is allowance instantly strangers applauded

Mesmo antes da aguardada redução de preço dos combustíveis pela Petrobras, devido ao recuo do petróleo no mercado internacional, levantamento feito semanalmente pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) verificou estabilidade nas bombas dos postos de abastecimento na semana de 28 de novembro a 4 de dezembro, com registro inclusive de ligeiros recuos.

O valor petróleo do tipo Brent diminuiu cerca de US$ 10 nas últimas duas semanas e fechou cotado abaixo dos US$ 70 o barril na sexta-feira (3).

O próprio presidente da Petrobras, general Joaquim Silva e Luna, já havia informado sobre a possível redução de preço da gasolina em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado no final de novembro, e a Ativa Investimentos previu que a queda deve ser de 5%.

Neste domingo (5), o presidente Jair Bolsonaro disse que a Petrobras começará, a partir desta semana, a anunciar a diminuição no preço dos combustíveis.

O preço médio da gasolina na semana passada ficou em R$ 6,742 o litro, levemente abaixo dos R$ 6,749/l da semana anterior.

O preço mais elevado foi de R$ 7,962/l, no Sul, o mesmo preço de uma semana antes. Já o mais baixo foi de R$ 5,299/l, no Sudeste.

O óleo diesel também apresentou leve recuo na semana passada. A média foi de R$ 5,355/l, em comparação a preço médio de R$ 5,366 na semana anterior, com o preço mais alto, de R$ 6,700, encontrado na região Norte e o mais baixo, de 4,070/l, na região Nordeste.

O gás de cozinha também parou de subir, registrando preço médio de R$ 102,40 para a unidade de 13 kg. O mais caro foi vendido a R$ 140, já por quatro semanas, na região Centro-Oeste, enquanto o mais barato custou R$ 78, no Sudeste.

 

Fonte: R 7