15/06/2022 08:00

Um dos melhores resorts do mundo fica em Anguilla e tem diárias a R$ 9 mil

Nome recorrente em rankings internacionais, o Cap Juluca possui 108 acomodações em Maundays Bay, praia de água azul-turquesa na ilha caribenha

Is allowance instantly strangers applauded
Área externa das villas do hotel, que contam com piscina privativa e acesso direto à praia

Após atravessar uma pequena ponte suspensa em um lago de sal é possível notar que altas palmeiras em um gramado verde-vivo escondem charmosas vilas brancas construídas no melhor estilo mourisco.

Não há maneira melhor para descrever a chegada ao Cap Juluca do que essa. Esse resort 5 estrelas  pé na areia está localizado em uma das praias mais bonitas do mundo, a Maundays Bay – votada como a melhor praia de ilha pela Condé Nast Traveler, em 2019.

A fina areia branca e o mar azul-turquesa que se enquadram perfeitamente no horizonte são apenas alguns dos predicados que a praia possui. Tudo ali parece ter saído diretamente de um filtro do Instagram e, mesmo sendo pública, fica vazia e totalmente à disposição dos hóspedes do Cap Juluca, o que dá a impressão de ser particular – comum também em outras praias de Anguilla.

Mas não é somente a praia que está no olimpo dos melhores: renovado em 2018 após a marca Belmond assumir as operações, o resort superluxuoso entrou para a lista dos 500 melhores hotéis do mundo neste ano pela revista especializada “Travel+Leisure”, assim como entrou para o pódio dos melhores resorts de todo o Caribe em anos anteriores pela mesma publicação e pela Condé Nast Traveler.

E o que faz o hotel receber tamanha atenção? Além de estar em Anguilla, uma das ilhas mais bonitas de todo o Caribe, com temperaturas elevadas o ano todo e cores do mar que fascinam os olhos, o Cap Juluca é tido como um “refúgio dos sonhos”.

O hotel é recorrentemente um destino de escape de celebridades norte-americanas por estar em um local isolado e oferecer restaurantes sofisticados junto de uma infraestrutura de lazer luxuosa.

Acomodações

Villas privativas com piscina do Cap Juluca acomodam grupos e podem ter até 500 m²
Quartos de frente para o mar possuem as menores taxas e vistas privilegiadas
Quartos possuem terraços com mesa e cadeiras e também incluem serviços de mordomo

Ao todo, o hotel possui 108 acomodações espaçosas, todas com vista para o oceano, acesso direto à praia, serviço de mordomo 24h e café da manhã incluso. Elas são divididas em quatro categorias – dos quartos às vilas privativas.

Os menores quartos variam de 63 a 73m² e possuem um terraço de frente para o mar.

Já as maiores acomodações são as vilas com piscinas privativas, as quais podem ter de três a cinco quartos e variam de 158 a 511m². Elas ainda possuem cozinha privativa e são mais recomendadas para grupos de amigos e familiares.

Em relação às diárias, as menores taxas variam de US$ 1.045 (aproximadamente R$ 5 mil na atual cotação) na baixa temporada e US$ 1.895 (cerca de R$ 9 mil) na alta temporada. Os valores chegam a atingir US$ 3.200 (mais de R$ 15 mil) em datas de pico específicas para as menores suítes.

Gastronomia

Cip's by Cipriani, restaurante italiano casual do Cap Juluca em Anguilla
Área do Uchu, restaurante peruano da propriedade
Salmão do Pimms, restaurante que nasceu com o hotel na década de 1980
The Cap Shack, cabana de praia que serve drinques e comidinhas na areia

Se as vistas e os quartos já impressionam, a gastronomia do pedaço também não fica para trás. São três restaurantes ao ar livre que oferecem os sabores da ilha e misturam influências das cozinhas italiana, peruana e anguiliana.

A começar, o hotel traz um gostinho de Veneza para o Caribe com o casual Cip’s by Cipriani, irmão do restaurante do hotel da marca Belmond na cidade italiana. Com vistas para a praia e o mar, o local serve café da manhã e um jantar de menu italiano também a não-hóspedes, a exemplo de massas, risotos e o famoso carpaccio do Cipriani (US$ 28).

O Uchu, mais próximo do saguão de entrada principal, é um cantinho chique do hotel que oferece almoços e jantares ao lado de uma pequena piscina que mais se parece a um espelho da água.

Comandado pelo chef Cesar Solto, a casa de influência peruana serve delícias para serem compartilhadas durante o dia junto de um drinque – como o clássico Pisco Sour (US$ 18) ou a Chicha Morada (US$ 9). Já à noite, pratos mais encorpados dão um gostinho do Peru, como o ceviche com pescado do dia (US$ 24) e criações que misturam ingredientes da selva e da serra do país da América do Sul.

Já o Pimms, aberto apenas no jantar e também para não-hóspedes, nasceu com o hotel na década de 1980 e é baseado numa cozinha caribenha que reúne clássicos e especialidades internacionais. Os frutos do mar são frescos e de fornecedores locais – os exemplos são o crayfish (US$ 56), espécie de pequena lagosta típica de Anguilla, ou o “Caribbean Red Snapper” (US$ 46), peixe conhecido no Brasil como cioba e que acompanha um tradicional ensopado de conchas.

Por último, o The Cap Shack é uma espécie de cabana de praia – estrutura bem típica na ilha – que serve o clássico Rum Punch e outros drinques com comidinhas no melhor estilo pé na areia, como tacos, burgers e aperitivos. Os pratos são preparados num food truck na areia e a trilha sonora é embalada pelo calipso e reggae.

Neste ano, no final de julho, o hotel prepara o primeiro “Culinary Shores”, evento gastronômico com chefs convidados de diferentes lugares do mundo. O primeiro convidado, inclusive, é Nello Cassesse, chef que comanda a estrelada cozinha do Cipriani no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. O evento promete intercâmbios de cozinhas, jantares na areia da praia e oficinas culinárias.

Experiências

Resort fica em Maundays Bay, praia de água azul turquesa cristalina
Visão áerea das villas do hotel de frente para o mar de Anguilla
Jantar a dois na areia da praia é uma das experiências oferecidas no hotel

Sentar-se em uma das cadeiras de praia na areia e curtir o sol com o som das ondas já é uma experiência valiosa na ilha, mas o hotel oferece atividades além do básico.

Praticar snorkeling, stand-up paddle ou caiaque, ou sair para velejar e pescar junto de um profissional de Anguilla são alguns dos programas que podem ser feitos nas águas logo em frente ao hotel.

Na seara dos esportes em terra, vôlei de praia, basquete, croquet e tênis são oferecidos além da academia, das aulas de ioga e das aulas fitness na areia.

Jantares românticos à dois na praia também podem ser ajustados com a recepção, assim como desfrutar de uma refeição em família numa mesa privativa ao lado do restaurante Pimms com um menu de três ou quatro pratos.

Durante as manhãs, é possível ainda fazer uma caminhada próxima ao Cove Pond, lago de sal ao lado do hotel que é habitat para uma série de aves. Ao lado de uma expert, a caminhada inclui observação dos pássaros e um guia.

Recentemente foi adicionado um spa ao hotel, o Arawk, um espaço à beira-mar com tratamentos feitos em cinco salas de massagens reservadas. Também estão disponíveis cortes de cabelo, styling para ocasiões especiais, manicure e pedicure.

Fonte: CNN BRASIL