23/08/2019 10:59

17º RC Mec homenageia Presidente e Colaborador do Sindicato Rural de Amambai

Certificado é homenagem aos civis e militares que colaboram com o Regimento Militar

Is allowance instantly strangers applauded
Foto: Raquel Fernandes

Durante a comemoração do 131º Aniversário do Regimento Solon Ribeiro, realizada no dia 16 de agosto em Amambai, o 17º RC Mec homenageou o presidente do Sindicato Rural de Amambai, Rodrigo Lorenzetti, e o colaborador Olguimar Andrade com o ‘Certificado de Amigo do Regimento’, que homenageia civis e militares que colaboram com atividades do Regimento Militar.

Rodrigo Ângelo Lorenzetti, 39 anos, nasceu em Amambai e tem formação em Administração de Empresas. Com experiência no mercado, Rodrigo começou sua colaboração com o Sindicato Rural de Amambai em 2007; entre 2010 e 2016 conquistou o cargo de tesoureiro e em 2018 foi empossado como Presidente do SRA. Além dessas responsabilidades, de 2016 a 2017 foi tesoureiro da Aprosoja/MS durante a gestão do Presidente Christiano Bortolotto. Ele agradece o apoio e reconhecimento concedido pelo 17º RC Mec, ponderando o quão importante é a união nesta longa caminhada em prol do agronegócio regional, que sempre enfrentou inúmeros desafios que seriam intransponíveis sem colaboração mútua.

O amambaiense Olguimar Andrade, 60 anos, trabalha no Sindicato Rural de Amambai desde 1985 e atualmente tem a responsabilidade de Secretário e Mobilizador dos Cursos do SENAR/MS no município. “É muito gratificante ter o nosso trabalho reconhecido, aqui do Sindicato Rural de Amambai. Agradeço ao comandante Leandro Noveli e ao Capitão Vieira, que sempre são muito prestativos e atenciosos com a gente", afirmou.

O Sindicato Rural de Amambai mantém uma parceria com o exército há três anos, oferecendo cursos profissionalizantes do SENAR aos militares. A missão do Sindicato é fortalecer a produção agrícola no município e região, gerando e aperfeiçoando a mão de obra qualificada que beneficia o desenvolvimento deste importante setor econômico para o Brasil.

Fonte: Marlon Antunes / Grupo A Gazeta