05/01/2022 08:22

Abandono da escola para ajudar no lar é opção de 43% das classes C e D

Pesquisa aponta que 50,7% dos entrevistados perderam o emprego após a pandemia e 73,3% não conseguiram recolocação

Is allowance instantly strangers applauded
Pandemia trouxe efeito perverso na educação

A pandemia trouxe um efeito perverso na educação. Para ajudar em casa, 42,9% dos jovens presentes em famílias das classes C e D pararam de estudar ou pretendem abandonar a escola para ajudar em cedasa.

O número é maior em relação ao registrado na primeira edição da Pesquisa Go2Mob/FirstCom Pós-Vacina Covid-19, realizado em março de 2021. Na ocasião, 31% dos entrevistados cogitavam abandonar os estudos.

A pesquisa mostra ainda que 50,7% dos entrevistados perderam o emprego depois da pandemia. Dentro deste grupo, 73,3% ainda não conseguiram recolocação no mercado de trabalho.

Alexandre Ramalho, presidente da Go2Mob, avalia que o levantamento demonstrou que o forte impacto da pandemia no desemprego levou a um aumento da evasão escolar de jovens. "Com este cenário de queda de renda, o pouco recurso disponível através do auxílio emergencial foi direcionado principalmente para suprir necessidades básicas e saldar dívidas", observa ele.

Mesmo diante do cenário de incertezas, o otimismo do brasileiro se manteve e 68,6% dos entrevistados afirmaram acreditar que a economia do país vai melhorar depois da completa vacinação da população e do fim da pandemia. Entretanto, para 27%, a situação não deve melhorar, nem piorar. Apenas 4,4% imaginam que vai piorar.

 

Fonte: R 7