24/03/2020 10:33

Estudantes não estão de férias, alertam educadores

Is allowance instantly strangers applauded
Coordenador de Projeto

Por conta do avanço do Covid-19 em todo o mundo, diversas medidas foram tomadas em todo o território nacional. No município de Amambai ainda não tem nenhum caso confirmado da doença, mas a prevenção é obrigatória para impedir a rápida mudança negativa deste cenário e por isso as aulas presenciais das escolas públicas e privadas foram suspensas.

De acordo com a secretária de Educação, Zita Centenaro, as escolas enviaram atividades para que os alunos estudem em casa.

Não são Férias

É recomendável que os pais ajudem a manter a rotina de estudos em casa. Foto: Divulgação

Além da higiene adequada, os educadores e profissionais da educação alertam que os estudantes devem se conscientizar. Durante o período em que aulas presenciais estiverem suspensas a recomendação é para que fiquem em casa.

O 1º Sgt Bombeiro Mário Sarmento Lopes, Coordenador do Projeto “Bombeiro na Escola, Aluno Cidadão” realizado na escola municipal Júlio Manvailer, faz um alerta aos estudantes do município ressaltando que os mesmos não estão de férias.

“Alunos, vocês não estão de férias. Não pense que você vai poder ir brincar na casa do seu amigo, recebê-los em casa, etc (...). Aos pais, peço que tentem manter a rotina de estudos dos seus filhos. Aqui em minha casa, mesmo no horário em que seria para ir para escola, os meus filhos estão estudando, realizando as tarefas e atividades programadas passadas pelas escolas“, conta o Sargento, destacando ainda que os pais que podem ficar em casa, podem aproveitar mais o convívio familiar.

“Quem tem esse tempo e que possa ficar em casa com os filhos, aproveite o convívio familiar. Para os mais grandinhos, dê atividades de casa para os filhos, promovam brincadeiras, jogos, para distrair as crianças. É muito importante que os pais saibam explicar para os seus filhos, de uma forma leve, a necessidade de cumprir as recomendações. É preciso ter cuidado para não tornar o período, um trauma para a criança”.

Idosos - Cuidados redobrados

Muitas famílias ainda não se conscientizaram da questão da imunidade dos mais idosos, conforme aponta o Sargento Mário. “As pessoas ainda não estão levando a sério. As crianças podem adquirir o vírus e não ter sintomas, mas podem passar aos seus avós e aí, para eles que tem a imunidade baixa, pode ser fatal. É necessário estabelecer limites", finaliza.

Fonte: Raquel Fernandes/ A Gazetanews