20/03/2020 12:01

Mesmo com suspensão das aulas, salários de professores convocados serão mantidos

Is allowance instantly strangers applauded
Foto: Raquel Fernandes

Decreto publicado no dia 17 de março, baseado nas instruções do Ministério da Saúde, suspende as aulas em todas as escolas e centros de educação infantil do município de Amambai.

De acordo com a secretária de educação do município, Zita Centenaro, as escolas vão enviar atividades complementares que serão realizadas em casa. “Durante 15 dias, as escolas vão trabalhar dessa forma, com as atividades domiciliares. Passado este período, nós vamos ver o que vai acontecer”, comenta.

A secretária garante ainda que a merenda escolar será mantida na escola municipal João Rodrigues e nas escolas das aldeias.

Nesta quinta-feira, dia 19, circulou nas redes sociais uma decisão da SEMED que suspenderia os salários dos professores convocados temporariamente, substitutos, estagiários, professores de apoio e assistentes escolares. 

A reportagem do Jornal A Gazeta conversou com o prefeito de Amambai, Dr. Bandeira, para entender a situação. Ele afirmou que a medida não foi aprovada e nenhum decreto foi publicado com esta decisão e que o salário será mantido.

“Foi feito um estudo sobre a desconvocação dos professores temporários, mas em contrapartida, os alunos estão tendo aulas programadas e a gente sabe que, como todos nós, os professores também têm suas obrigações financeiras (...) e por isso a gente decidiu revogar esse estudo, entendendo a situação, nesse momento de crise, que os professores também se encontram. Não existe nenhuma publicação oficial nesse sentido.”, enfatizou.

No seu gabinete, o prefeito gravou um vídeo, que está disponível na rede social Facebook da Prefeitura de Amambai, em que ele declara que irá manter o contrato com estes trabalhadores.

"Professores convocados, estagiários e assistentes escolares fiquem tranquilos, pois nós vamos manter o contrato com vocês. Agora eu tenho um alerta geral para população: nós não sabemos a dimensão que essa crise vai atingir no nosso município. Pode ser que amanhã ou depois eu tenha que voltar aqui e anunciar medidas mais drásticas do que estas que foram veiculadas”, declarou o prefeito.

Fonte: Raquel Fernandes/ A Gazetanews