13/03/2020 17:04

Neno Razuk recebe comissão de servidores da UEMS que reivindica reposição salarial

Is allowance instantly strangers applauded

O deputado estadual Neno Razuk recebeu nesta quinta-feira (12) uma comissão de servidores administrativos da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) que entregou reivindicações da categoria para reposição salarial e ajustes nos planos de cargos e carreiras dos 414 servidores administrativos, que apontam defasagem de pelo menos três anos no aumento salarial. O encontro foi na Assembleia Legislativa.

“Sabemos da história que o deputado tem com a UEMS e que o ex-deputado Roberto Razuk também lutou muito, desde a época que a universidade foi implementada no Estado, por isso contamos com a sensibilidade e apoio político, para junto ao governador, ser feita uma revisão dos nossos vencimentos”, lembrou Ana Maria da Trindade Rodrigues Rauber, que há 21 anos trabalha na UEMS em Dourados.

Para apoiar o movimento o deputado se comprometeu a buscar alternativas legais junto ao governador Reinaldo Azambuja e ao secretário Eduardo Riedel, inclusive com estudo do impacto financeiro. “O melhor caminho hoje para a UEMS é a autonomia financeira, mas em uma ação mais rápida, vamos buscar junto ao governo que o projeto seja apresentado pelo Executivo, seguindo os trâmites. São 414 servidores que anteriormente ganhavam 5 salários mínimos e, com a defasagem, hoje o valor não chega a 2,5 salários”, garantiu.

Também na executiva do Sindicato, Alender Max de Souza Moraes lembrou que é preciso que as políticas públicas contemplem a universidade pública. “A UEMS tem um importante papel em Mato Grosso do Sul e perdemos essa autonomia financeira no apagar das luzes, é importante trabalhar para a valorização dos servidores”. Atualmente há um deficit de 83 servidores que em um ano deixaram os postos de trabalho migrando para outros locais.

“Hoje temos servidores desmotivados, que estão com a margem salarial comprometida e precisam desse incentivo para continuarem na carreira”, alertou a sindicalista Maria Verônica de Souza. O mesmo foi lembrado pelo membro da executiva Antonio Valterir de Souza. “São pessoas que estudaram, e atendemos hoje sozinhos 15 unidades mais 7 de EAD em todo o Estado”, contabilizou sobre as unidades da Capital, Dourados e ensino a distância. O grupo veio de Dourados especialmente para a reunião e entregou toda documentação nas mãos do deputado Neno Razuk.

Fonte: Assessoria Neno Razuk