06/02/2020 07:05

Simted de Amambai reforça pedido de apoio de vereadores para manutenção do Fundeb

Proposta do governo federal é encerrar o Fundo no próximo ano, em 2020. O pedido foi reforçado durante sessão de abertura dos trabalhos legislativos, ocorrida na segunda-feira, dia 03.

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores na Educação Básica de Amambai (Simted) está reforçando junto aos membros do poder legislativo do município pedido para que façam gestão política junto aos deputados aos deputados federais e senadores do Estado para garantir a manutenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

No primeiro plano, o presidente e a tesoureira geral do Simted, professores Humberto Vilhalva e Maria Fátima Tobias Soares, na sessão do legislativo, realizada na segunda-feira (03) / Foto: Moreira Produções

O pedido de reforço foi apresentado na sessão de abertura dos trabalhos legislativos, ocorrida nessa segunda-feira, dia 03 de fevereiro. Na ocasião, o pedido foi lido na tribuna pelo 1º secretário da Câmara e defendido pelo vereador Geverson Vicentim (PDT).

A primeira solicitação foi encaminhada a então presidente do poder legislativo, vereadora Janete Córdoba, através de ofício, no dia 29 de novembro.

No documento, o sindicato lembra que o encerramento do Fundeb está previsto para o ano de 2020 e que o seu fim vai provocar um caos no setor educacional.

"Trabalhadores da Educação defendem aprovação de emenda à Constituição que torna o Fundo permanente".

— Humberto Vilhalva, presidente do Simted

Defesa de proposta

Ainda, no documento enviado aos parlamentares, os trabalhadores da educação, ressaltam que existe uma proposta de emenda à Constituição com o objetivo de tornar o Fundeb permanente e que a mesma se encontra estagnada em uma Comissão Especial da Câmara Federal, desde o ano de 2015.

"É necessário e de fundamental importância o apoio de todos os nossos representantes legislativos para que a proposta seja votada e aprovada a fim de que não gere o fechamento de escolas ou acarrete prejuízos maiores aos municípios", reforça o presidente do Simted.

Fonte: Moreira Produções/Assessoria Simted