08/05/2019 08:32

Maio Amarelo dissemina ações educativas em Amambai

Is allowance instantly strangers applauded
Atores da educação para o trânsito do município fantasiados de personagens, alegraram a área central do município, entregando brindes da campanha e conscientizando os motoristas respeitarem as leis de trânsito e consequentemente a vida. Foto: Raquel Ferna

Na sexta-feira, dia 3 de maio, o Detrat- Departamento de Trânsito de Amambai realizou uma intervenção no semáforo da cidade pela Campanha Nacional Maio Amarelo 2019, que tem como slogan: “Trânsito: o sentido é a vida”.

Atores da educação para o trânsito do município fantasiados de personagens, alegraram a área central do município, entregando brindes da campanha e conscientizando os motoristas respeitarem as leis de trânsito e consequentemente a vida.

As ações coordenadas pelo Detrat seguirão de maneira intensificada durante todo o mês de maio, mas com ações ao longo de todo o ano. Estas ações fazem parte do programa "A vida em trânsito", criado pela coordenadoria de Educação para o trânsito da Prefeitura de Amambai e que tem o apoio da SEMED, SEDESC, DETRAN-MS (Agência de Amambai), Casa da Sopa Irmã Scheila, Jornal A Gazeta e Barbarela Aviamentos e Papelaria.

Palestras

No dia 29 de abril, o Detrat iniciou a ciclo de palestras "A Vida em Trânsito - modulo infantil (para alunos do ensino fundamental até 5º ano)" que acontecerá até o fim do ano Letivo e terá ainda os módulos infanto-juvenil e Juvenil. O programa tem prevê um público de aproximadamente 10 mil alunos e utiliza a linguagem teatral como ferramenta de comunicação.

A abertura do ciclo de palestras contemplou os acadêmicos dos cursos de licenciatura da Universidade UNOPAR.  A palestra, que foi ministrada pelo coordenador da Educação para o Trânsito do Detrat, Luiz Claudio Ferreria, contou com a presença dos diretores do Colegio CELQ- Polo Unopar, Cristiano Sarmento e Maria Helena Rozin Barbosa, do Superintendente do Detrat, José Luiz Karasek e do gerente da agência do Detran de Amambai, Ramão dos Santos Fernandes.

Fonte: Raquel Fernandes/ Grupo A Gazeta