25/02/2021 16:47

Dólar sobe e fecha acima de R$ 5,50

Is allowance instantly strangers applauded

O dólar fechou em alta nesta quinta-feira (25), com os analistas de olho no mercado econômico local e a escalada de rendimentos de títulos nos Estados Unidos levando investidores a deixar ativos mais arriscados. A moeda norte-americana subiu 1,7%, cotada a R$ 5,5129. Na máxima do dia, chegou a R$ 5,5374.

Na quarta-feira, o dólar fechou em queda de 0,39%, a R$ 5,4207. Na parcial do mês, passou a acumular alta de 0,98%. No ano, em valorização de 6,28% ante o real. No cenário externo, o yield do Treasury de dez anos - referência para os custos globais de empréstimos - se aproximou de 1,50% nesta sessão, máxima em um ano, num rali de 57 pontos-base apenas em 2021.

Aumentos de juros de títulos reduzem a atratividade de ativos mais arriscados, como moedas emergentes e ações, uma vez que pioram a relação risco/retorno de manter ativos arriscados em carteira, enquanto melhora os retornos de um ativo considerado risco de base do mercado (os títulos do Tesouro dos EUA).

Na cena local, o relator da matéria, senador Marcio Bittar (MDB-AC), disse que a PEC Emergencial só será votada na próxima terça-feira no Senado e deverá ter apenas sua discussão iniciada nesta quinta no plenário da Casa. Na noite desta quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro entregou ao Congresso Nacional o projeto de lei que abre caminho para a privatização dos Correios.

Na terça-feira, já tinha sido entregue aos parlamentares uma medida provisória que busca acelerar o processo de privatização da Eletrobras. Os projetos são vistos como uma forma de mostrar apoio à agenda liberal do ministro da Economia, Paulo Guedes, após as turbulências ocorridas com a troca do comando da Petrobras.

"A privatização da Eletrobras já é objeto do Projeto de Lei 5877/19 que está na Câmara. Já foi tratada na MP 814 durante o governo Temer, tendo caducado. Resta saber se a MP 31 terá sorte diferente, realmente abrindo o caminho para privatização", avaliou a equipe da GO Associados, em relatório a clientes.

 

Fonte: Fiems